PSP deteve indivíduo com 55 anos por roubo em residências e alojamentos locais

 

 

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 2 de Julho, pelas 20:20, na freguesia de Arroios, em Lisboa, procedeu à detenção em flagrante delito de 1 homem, com 55 anos de idade, por o mesmo ser suspeito da prática de vários furtos qualificados.

A detenção tornou-se possível com as diligências investigatórias da Divisão de Investigação Criminal, que duraram cerca de dois meses e que visaram a análise criminal e monotorização deste suspeito.

Apurou-se que o mesmo, através de arrombamento, furtava as Residências e Alojamentos Locais especialmente. A sua actividade criminal estendia-se pelas Freguesias da Penha de França, Santa Maria Maior, Arroios, Misericórdia e Santo António.

Assim, no dia referido, foi localizado e monitorizado por polícias da Investigação Criminal que, após o cometimento de um Furto no Interior de Residência, por intermédio do arrombamento da porta da residência, o surpreenderam, encontrando-se este na posse de um saco e um computador portátil que não eram de sua legítima propriedade. Este último assalto foi perpetuado com recurso ao arrombamento da porta do prédio e da residência.

Neste hiato, e nas 48 horas subsequentes à sua detenção, foi carreada prova consolidada em mais outras cinco situações, todas elas referentes a Furtos no Interior de Residência com arrombamento.

A actividade criminosa que vinha desenvolvendo desde a data da concessão de Liberdade Condicional (concedida ao abrigo de pena que vinha a cumprir por ilícitos da mesma natureza) desde o início de maio, cessou com as diligências de Investigação que culminaram na sua intercepção.

No domicílio do arguido, de imediato alvo de Busca e Apreensão, foram localizados diversos objectos passíveis de terem sido subtraídos do interior de Furtos a Residências com arrombamento. Junta-se fotograma que retrata tais objectos que ainda não foram entregues ao seu legítimo proprietário.

Na eventualidade de ter sido vítima de um ilícito homólogo de onde tenham sido subtraídos objectos retratados nos fotogramas queira contactar a PSP.

O detido foi presente na Instância Central, 1.ª Secção de Instrução Criminal do Tribunal da Comarca de Lisboa, para 1.º interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais gravosa de Prisão Preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.