PSP trava vaga de roubos em Loures, Amadora e Lisboa

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal e em conjugação de esforços com as Divisões Policiais de Loures e Segurança a Transportes Públicos, no dia 16 de Março, pelas 19:30, procedeu à detenção de um homem, com 31 anos de idade, por ser suspeito da prática reiterada de vários roubos com recurso a arma branca.

Nesse dia, pelas 12:00, um jovem de 20 anos dirigiu-se à Esquadra das Olaias a fim de apresentar denúncia por roubo, fornecendo elementos descritivos do suspeito e do ilícito, nomeadamente ter sido coagido, mediante recurso a uma faca, a entregar o telemóvel e o dinheiro que tinha consigo.

Na posse desta informação, e suspeitando-se, por via de processos de correlação desenvolvidos por equipas especializadas de análise da PSP, que fosse o suspeito sobre o qual recaíam suspeitas de andar, com elevada mobilidade, por toda a área metropolitana de Lisboa, a cometer roubos violentos, foi possível assegurar a sua intercepção, durante a tarde, na zona da Alameda. Foi-lhe apreendido um chapéu e arma branca com a qual concretizou os ilícitos.

O suspeito estava já fortemente indiciado por mais de uma dezena de crimes, sobretudo de roubos com agressões e ameaça de uso de arma branca, cometidos nos concelhos de Loures, Amadora e Lisboa, alguns deles perpetrados nos transportes públicos – rede METRO -, tendo sido possível, após realização de esforços investigatórios, imputar-lhe mais uma série de crimes recentemente cometidos, totalizando, até à presente data dezoito (18) crimes de roubo, um (01) crime de abuso de confiança e dois (02) crimes de furto qualificado.

Importará salientar que o suspeito detém um vasto histórico criminal, sobretudo em crimes contra o património, inclusive com condenações efectivas, tendo saído no passado mês de Novembro de 2019 do estabelecimento prisional.

Após realização do devido expediente processual, o suspeito foi detido fora de flagrante delito através de Mandados de Detenção emitidos por Autoridade de Polícia Criminal, sendo presente a primeiro interrogatório de arguido detido, durante o dia de ontem, sendo-lhe decretada a medida de coação de Prisão Preventiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.