Quinta da Alorna: Uma vindima para ficar para a história

Quinta da Alorna - Adega

 

 

Junto a Almeirim, bem no coração da Região Vitivinícola do Tejo, as vindimas estão a decorrer na centenária Quinta da Alorna, a “casa” da Marquesa de Alorna. A colheita começou duas semanas mais cedo e vai terminar quatro semanas mais cedo do que normal já que o calor sentido na Primavera fez com o processo vegetativo da videira começa-se mais cedo.

 

 

A colheita ainda não terminou mas já se vaticina que este ano será de excelência com brancos e tintos singulares. Esta vindima vai ter 18 castas, sendo 9 Tintas (Touriga Nacional, Tinta Roriz, Cabernet Sauvignon, Syrah, Castelão, Trincadeira, Tinta Miúda, Alicante Bouschet e Touriga Franca) e 9 Brancas (Arinto, Chardonnay, Fernão Pires, Verdelho, Marsanne, Alvarinho, Viognier, Sauvignon Blanc e Moscatel).

 

 

A vindima de 2017 promete ficar para a história como uma das mais ricas. As vinhas evoluíram para uma maturação perfeita reunindo as condições essenciais para que as uvas expressem as suas melhores características“, conta Martta Reis Simões, a enóloga responsável pelos vinhos Quinta da Alorna.

 

 

A Quinta da Alorna tem sido o palco ideal para vários experimentos, tanto a nível de castas diferentes, técnicas de vinificação ou estágios em barrica e em cuba. Todos estes experimentos resultaram num portfólio versátil e diferenciador que é capaz de colocar no mercado cerca de 2.000.000 de garrafas por ano e levando o nome dos Alorna, o palácio da propriedade foi construído em 1725 por D. Pedro de Almeida, I Marquês de Alorna, aos quatro cantos do mundo.

 

 

A produção mantém a senda ascendente há vários anos, sobretudo graças à expansão da marca além-fronteiras. Hoje mais de 46% do valor das nossas vendas destinam-se a 28 mercados externos, destacando-se Polónia, Inglaterra e Holanda, na Europa, bem como Brasil, China, EUA e Rússia nas restantes geografias onde operamos“, explica Pedro Lufinha, CEO da Quinta da Alorna.

 

 

Esta quinta é um dos baluartes da Região Demarcada do Tejo. A Quinta da Alorna apresenta vinhos complexos e elegantes, uma resposta aos consumidores actuais que pretendem um vinho exclusivo e de excelência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.