Red Bull Cliff Diving Açores na SIC Radical

A 9 de Julho, às 12:30 na SIC Radical é transmitido o “Red Bull Cliff Diving Açores”. Nos Açores já estão  os 23 atletas de 12 países que vão disputar no próximo sábado (9 de Julho) a etapa do “Red Bull Cliff Diving World Series”.

A 9 de Julho, às 12:30 na SIC Radical é transmitido o “Red Bull Cliff Diving Açores”. Nos Açores já estão  os 23 atletas de 12 países que vão disputar no próximo sábado (9 de Julho) a etapa do “Red Bull Cliff Diving World Series”. 

 

 

Pelo quinto ano consecutivo, o ilhéu de Vila Franca do Campo ,ao largo da ilha de São Miguel – transforma-se no palco dos mais impressionantes saltos para a água, tendo como base alturas entre os 20 e os 28 metros. Esta é a única oportunidade para saltar diretamente das rochas, num verdadeiro regresso às origens da modalidade. 

 

 

Ao longo dos últimos quatro anos, as paisagens açorianas tornaram-se familiares para os melhores atletas do planeta de saltos para a água de grande altura. No próximo fim de semana (8 e 9 de Jilho) é altura de manter esta tradição, com o regresso ao ilhéu de Vila Franca do Campo ,pelo quinto ano consecutivo, do “Red Bull Cliff Diving World Series”. 

 

 

Trata-se da terceira etapa da época para o setor masculino e a segunda para o feminino, com um total de 23 atletas de 12 países. 

 

 

Esta etapa destaca-se das restantes do circuito mundial por ser a única onde os atletas têm oportunidade de saltar diretamente das rochas, o que está em perfeita sintonia com as origens da modalidade, nascida há cerca de 250 anos no também arquipélago vulcânico do Havai. Para os saltos mais exigentes e técnicos, são montadas duas plataformas. Uma a 20 metros de altura, para o setor feminino, e outra a 28 metros de altura, para o setor masculino. 

 

 

Jonathan Paredes chega na liderança, decorridas que estão duas etapas. Com 26 anos, este é um dos expoentes máximos da nova geração de atletas, assumindo-se nesta época como um dos mais fortes candidatos ao título. Em 2015 o mexicano foi segundo classificado nos Açores, numa competição intensa com o Pentacampeão Gary Hunt. 

 

 

Em femininos a expetativa é também enorme, depois da Campeã Rachelle Simpson ter tido um arranque de temporada menos feliz, em que foi batida pela wildcard australiana Rhiannan Iffland. Já a vencedora de 2015, Cesilie Carlton, está de regresso aos Açores e é sempre um valor a ter em conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.