Reitor do Santuário de Fátima convoca peregrinos a acender uma vela à janela

Pela primeira vez na sua história o Santuário de Fátima vai celebrar os dias 12 e 13 de Maio sem peregrinos nos seus espaços, na sequência das decisões sanitárias impostas pelas autoridades por causa da pandemia provocada pela Covid-19.

Este é um momento doloroso: o Santuário existe para acolher os peregrinos e não o podermos fazer é motivo de grande tristeza; mas esta decisão é igualmente um ato de responsabilidade para com os peregrinos, defendendo a sua saúde e o seu bem-estar”, avança o reitor do Santuário de Fátima numa mensagem dirigida a todos os peregrinos, na qual lhes pede para ficarem em casa.

Tomar agora esta decisão dolorosa significa procurar criar condições para podermos retomar, o mais rapidamente possível, as peregrinações a este lugar”, sublinha.

Não podemos contar com a vossa presença física, mas gostaríamos de poder contar convosco. Porque não se peregrina só com os pés, mas também com o coração, propomos-vos que façais connosco uma peregrinação pelo coração, em que o caminho não é físico, mas interior”, afirma ainda o padre Carlos Cabecinhas, desafiando os peregrinos a acenderem, na noite do dia 12 de maio, a partir das 21:30, nas janelas de suas casas, uma vela, repetindo assim um dos gestos mais icónicos de Fátima.

Neste maio, o Santuário de Fátima é do tamanho do mundo. Celebraremos, em festa, a primeira Aparição de Nossa Senhora neste lugar, a onde veio para deixar uma mensagem de esperança, num tempo que também era marcado por tantas tribulações. <<Não desanimes. Eu nunca te deixarei. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e o caminho que te conduzirá até Deus>>, disse Nossa Senhora a Lúcia. Que esta esperança , que deve ser marca presente em cada cristão, nos dê alento e nos guie até ao dia em que vamos, por certo, voltar a poder estar todos reunidos na Cova da Iria para,  juntos,  celebrarmos a nossa fé” afirmou o padre Carlos Cabecinhas.

As celebrações destes dias 12 e 13 de Maio decorrerão no Recinto de Oração, que estará encerrado devido às regras sanitárias definidas pelo Governo no contexto da declaração do Estado de Calamidade pública, em articulação com a Conferência Episcopal Portuguesa e que impedem as celebrações religiosas com a presença de fiéis. No entanto, os peregrinos de Fátima podem acompanhar as celebrações através dos meios de comunicação social e digital, nomeadamente no canal do youtube do Santuário em www.fatima.pt ou no facebook do Santuário.

As celebrações, sem a presença física de peregrinos e apenas com a presença das pessoas diretamente implicadas nos diferentes momentos celebrativos, começam no dia 12, às 21:30, com o Lucernário, na Capelinha das Aparições; segue-se a oração do Rosário e Procissão de Velas, num trajecto mais curto até ao Altar do Recinto. Aí haverá uma celebração da Palavra, regressando depois a Imagem de Nossa Senhora à Capelinha das Aparições.

No dia 13, a habitual oração do Rosário começa às 9:00, na Capelinha das Aparições e às 10h00 será celebrada a Missa da Solenidade de Nossa Senhora de Fátima, presidida pelo cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima. As celebrações desta primeira Peregrinação Internacional Aniversária, que evoca a primeira Aparição de Nossa Senhora na Cova da Iria, termina com a Procissão do Adeus.

A decisão do Santuário surge no contexto da situação de pandemia que o país e o mundo atravessam e foi comunicada numa mensagem de vídeo do bispo de Leiria-Fátima, cardeal D. António Marto, no passado dia 6 de abril.

A Peregrinação Internacional de maio é a primeira grande peregrinação deste ano pastoral em que o Santuário convida os peregrinos a “Dar graças por viver em Deus” e assinala a primeira aparição de Nossa Senhora aos três Pastorinhos em maio de 1917.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.