Rock in Rio vai plantar um milhão de árvores na Amazónia

O Rock in Rio vai plantar um milhão de árvores na Amazónia e promover um concerto único em palco flutuante no Rio Negro.

 

Para a plantação das árvores será utilizado um mix de sementes de muvuca. Segundo a Rede Amazónica de Informação Socioambiental Georreferenciada (Raisg), de 1500 a 1977, cerca de 4,7% da Amazónia foi desflorestada. Só nos últimos 36 anos esse número subiu para 18%. Até 2013, o Brasil perdeu, segundo a Raisg, 632 mil km2 de florestas. A desflorestação afecta o clima e o equilíbrio das chuvas, afecta directamente quem está perto, mas também quem vive longe da floresta. A região da Amazónia é estratégica, já que abriga a mais importante reserva de biodiversidade do mundo, tendo um papel fundamental na redução do impacto do aquecimento global. A acção vai restaurar as áreas desflorestadas nas cabeceiras e nas nascentes do Rio Xingu.

 

 

O pilar de sustentabilidade do festival -Por Um Mundo Melhor – foi criado em 2001 e já beneficiou milhares de pessoas no Brasil, em Portugal, Espanha, nos Estados Unidos e em diversos outros países. Os investimentos resultam da venda de bilhetes e de acções promovidas juntamente com os parceiros. Agora, a organização do festival inicia um movimento global que ajudará a restauração florestal da Amazónia e que tem como principal objectivo chamar a atenção das pessoas para a importância do consumo consciente dos recursos naturais do planeta.

 

 

No concerto vai estar presente o tenor Plácido Domingo em conjunto com a Orquestra Sinfónica. Este concerto vai promover a campanha de doações.

 

 

O ponto alto do projecto será a 27 de Agosto, o dia em que o Rock in Rio vai apresentar um espectáculo inovador que tem como foco principal a causa que defende. A organização vai montar um palco flutuante no Rio Negro, em Manaus (AM), e o espectáculo poderá ser visto em todo o mundo, através da transmissão de live streaming na internet, e também no Brasil, com a transmissão do canal de televisão Multishow. Apenas 200 pessoas, entre formadores de opinião e jornalistas, vão ter a oportunidade de assistir ao espectáculo no local, numa plataforma flutuante montada para o efeito. A apresentação contará com o tenor lírico Plácido Domingo, que vai actuar com a Orquestra Sinfónica, e ainda com o tenor Saulo Lucas, que vai interpretar a canção “Canto Della Terra”. Para abrir o espectáculo, sobe ao palco flutuante Ivete Sangalo acompanhada também pela orquestra.

 

 

Esta iniciativa envolve artistas, parceiros e fãs com o objectivo de ultrapassar os 3 milhões de árvores plantadas. Em Portugal a organização ambiental Quercus também abraçou esta causa. Para João Branco, Presidente da Quercus “O Amazonia Live é um projecto de uma dimensão e importância socio ambiental inquestionável. Como tal, a Quercus não poderia ficar de fora. É com enorme dedicação que abraçamos esta causa, associando-nos a esta iniciativa e querendo ter um papel determinante”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.