RTP: Filomena Cautela revelou o motivo da saída do 5 para a Meia-Noite

Filomena Cautela apresentou ontem o seu último 5 para a Maia-Noite, na RTP1.

No final do programa, explicou em directo o motivo que levou à sua saída do formato.

O 5 para a Meia-Noite é o lugar de maior liberdade que existe na televisão. E digo isto sem dúvidas. Já ando cá há uns aninhos, é horrível dizer isto e presunçoso mas cá vai: É o programa mais difícil de fazer na televisão portuguesa! E não tenho dúvidas do que estou a dizer. Eu queria só utilizar estes últimos segundos para dizer que eu tenho de agradecer muito a uma equipa da RTP e a uma pessoa chamada Gonçalo Madail, que foi a única pessoa que há muitos, muitos anos, quando ninguém queria saber de mim para rigorosamente nada, contra toda a gente à sua volta disse: ‘Eu quero a miúda. Quero-a a ela!’. Portanto Gonçalo, tudo o que eu consigo profissionalmente é graças a ti. Não esqueço nada!“, começou por dizer, estendendo depois os elogios à restante equipa da RTP.

 

Quanto ao motivo da sua saída, disse que “eu sou uma chata do caraças, mas este programa apenas se pode fazer(…) vou revelar que tive um grande choque ao saber quando este programa acabou que duas mulheres a apanharem um talk-show de humor, tinham de manter o programa vivo, pertinente e isso é muito difícil. Vou só dizer isto aqui: Eu saí do 5 para a Meia-Noite porque se eu continuasse aqui, ia tornar este programa numa coisa que ele não é. E eu acho que tenho de respeitar o legado de 11 anos que se viveu aqui e eu tenho de ir fazer outra coisa. Isto não é o programa da Mena, é o 5 para a Meia-Noite. E portanto eu tinha de ir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.