Ruy de Carvalho: “Há um naipe imenso de profissionais, agora todos eles aflitos para pagar as suas contas mensais”

O actor Ruy de Carvalho escreveu um texto na sua página de Instagram no qual alertou para a precariedade dos artistas, em Portugal.

O actor começou por revelar que “não vou falar por mim,mas por todos os meus colegas e aqueles que trabalham para o sector da produção Artística”.

De seguida, falou da comunicação social portuguesa e da preocupação desta com “os artistas nos Estados Unidos e em Inglaterra.Todos os dias passam reportagens sobre o sector dos espectáculos naqueles países… E Nós? Já se preocuparam com o que se avizinha para os Artistas Portugueses?”.

O actor justificou “há centenas de artistas que viram cancelados os seus espectáculos, muitos deles pagos à bilheteira … Talvez fosse importante lembrar quem de direito que a cultura é um bem inestimável de qualquer país e que menosprezar a sobrevivência de quem vive para e da cultura, é um atentado contra ele próprios, e por consequência contra a população em geral”.

Lamentavelmente ainda não vi a comunicação social interessar-se por colher opiniões e sugestões de importantes produtores como o La Feria, o Carlos Avilez , a Yellow Star Company e de muitos outros grupos firmados como, é o caso d’O Meridional, d’A Comuna, já para não citar actores, muitos actores, que, de repente viram os seus muitos espectáculos cancelados, sem uma palavra de apoio da tutela, nem um ânimo para prover a sua subsistência nesta fase aguda da crise.

Para quem não sabe , um teatro, uma novela ou um filme, não se fazem só com actores. Há um naipe imenso de profissionais, agora todos eles aflitos para pagar as suas contas mensais.

É a sua subsistência.

Tenho pena que a nossa comunicação social esteja mais preocupada em olhar para as suas audiências do que a representar aquilo para o qual está deontologicamente jurado.

Façam uma reportagem sobre este assunto.

Mostrem como se pratica a solidariedade.

Um dia, poderão ser vocês a precisar

Vários foram os agentes do meio artístico a saudar o actor, pelo testemunho.

View this post on Instagram

HESITEI EM PUBLICAR ESTE TEXTO, MAS TEM QUE SER … Não vou falar por mim , mas por todos os meus colegas e aqueles que trabalham para o sector da produção Artística.. Fico muito contente por ver que a nossa comunicação social está preocupada com os artistas nos Estados Unidos e em Inglaterra. Todos os dias passam reportagens sobre o sector dos espectáculos naqueles países… E Nós? Já se preocuparam com o que se avizinha para os Artistas Portugueses? Há centenas de artistas que viram cancelados os seus espectáculos, muitos deles pagos à bilheteira … Talvez fosse importante lembrar quem de direito que a cultura é um bem inestimável de qualquer país e que menosprezar a sobrevivência de quem vive para e da cultura, é um atentado contra ele próprios, e por consequência contra a população em geral. Lamentavelmente ainda não vi a comunicação social interessar-se por colher opiniões e sugestões de importantes produtores como o La Feria, o Carlos Avilez , a Yellow Star Company e de muitos outros grupos firmados como, é o caso d’O Meridional, d’A Comuna, já para não citar actores, muitos actores, que, de repente viram os seus muitos espectáculos cancelados, sem uma palavra de apoio da tutela, nem um ânimo para prover a sua subsistência nesta fase aguda da crise. Para quem não sabe , um teatro, uma novela ou um filme, não se fazem só com actores. Há um naipe imenso de profissionais, agora todos eles aflitos para pagar as suas contas mensais. É a sua subsistência. Tenho pena que a nossa comunicação social esteja mais preocupada em olhar para as suas audiências do que a representar aquilo para o qual está deontologicamente jurado. Façam uma reportagem sobre este assunto. Mostrem como se pratica a solidariedade. Um dia, poderão ser vocês a precisar.

A post shared by Ruy De Carvalho – Ator ↙️ (@ruydecarvalhooficial) on

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.