A “Semana do Espaço” em grande destaque no Discovery Channel

discovery-channel

 

O Discovery Channel celebra a “Semana do Espaço”” com a estreia da série “Hubble: Explorar o Universo”. Este especial começa no dia 04 de Outubro às 21:00.

 

 

A “Semana do Espaço” acontece entre 04 e 10 de Outubro. O canal une-se a esta celebração com a emissão de diversos programas especiais que, durante toda a semana, levam aos telespectadores as últimas novidades científicas do espaço na série “Hubble: Explorar o Universo”.

 

 

No dia 4 de Outubro de 1957 foi lançado ao espaço o primeiro satélite artificial da Terra, o Sputnik e, a 10 de Outubro de 1967, entrou em vigor o Tratado sobre os princípios que devem reger as atividades dos Estados na exploração e utilização do espaço ultraterrestre. A ONU declarou a semana mundial do espaço para celebrar à escala internacional as contribuições que a ciência e as tecnologias espaciais fizeram para melhorar a vida humana.

 

 

A noite do dia 4 de Outubro marca o início da Semana do Espaço no Discovery Channel, que dedica o seu horário de maior audiência a divulgar os últimos avanços da ciência espacial até ao dia 10 com estrelas de destaque como “Hubble:Explorar o Universo”, uma série que o canal emite de seguida entre os dias 04 e 09 de Outubro, a partir das 21:00. Esta nova série documental vai ser a protagonista da semana, já que vai permitir viajar em conjunto com o célebre telescópio pelos confins do Sistema Solar, compilando informação valiosa sobre a formação do mesmo e tratando de encontrar respostas aos múltiplos mistérios que ainda esconde.

 

 

O telescópio espacial Hubble revolucionou o mundo da ciência e a forma com que vemos o universo como nenhum outro instrumento científico. Nos últimos 20 anos tem estado a orbitar a Terra a 600 quilómetros de distância e a uma velocidade de 8 quilómetros por segundo, registando uma enorme quantidade de dados (60.000 fotografias), localizando mais de 30.000 novos planetas.

 

 

A astronomia é provavelmente a mais antiga e emocionante de todas as ciências, ainda que as suas perguntas fundamentais estejam ainda por resolver, incluída a mais importante de todas: há vida em algum local do espaço? “Hubble: Explorar o Universo”, apresentado pelo Dr. Jochen Liske, conhecido na NASA como “Dr. J”, vai tratar de desvendar algumas das incógnitas, juntos dos espetadores do Discovery Channel, ao remexer as mais espetaculares imagens do Hubble.

 

 

A “Semana do Espaço” termina no dia 10 de Outubro com a estreia do documentário “Segredos do Espaço” ( 21:00) e “Missão a Júpiter” ( 22:55),dedicado à Nave Juno.

 

 

Em “Segredos do Espaço” os espectadores vão ter a oportunidade de acompanhar um grupo de investigadores empenhados em compreender a física do espaço e em vislumbrar todos os segredos do Sistema Solar, alargando os limites da exploração humana. Entre os desafios que têm pela frente, estão o desenterrar dos mistérios da energia obscura; a previsão do fim do

 

 

Sistema Solar e o que os humanos podem fazer para sobreviver; descobrir o passado e o presente dos oceanos da Europa, de Júpiter e de Marte; interpretar os dados da sonda Voyager e, inclusivamente, levar a bom porto um projecto secreto para contrastar com a força da gravidade.

 

 

Às 22:55 “Missão a Júpiter” leva aos espectadores o maior e o mais perigoso planeta do sistema solar. Os seus campos de radiação e magnéticos são armadilhas mortais para as naves espaciais, mas não para Juno. Esta inovadora nave é o primeiro veículo espacial blindado, o que permite aproximar-se de Júpiter para descobrir o que esconde debaixo das suas magníficas nuvens. Deste modo, todos os espetadores podem averiguar mais coisas sobre a origem deste gigantesco planeta e, assim, de todo o Sistema Solar.

 

 

Esta série conta com os testemunhos de Scott Bolton, um dos responsáveis pela missão Juno, da equipa de engenheiros que construiu a nave e dos cientistas que a capitanearam desde o laboratório de propulsão da NASA. Todos vão poder mostrar a extraordinária engenharia que esconde esta nave espacial que bateu todos os recordes de distância propulsada com energia solar e que pode dar ao mundo uma visão sem precedentes sobre este gigante de gás.

 

 

Esta aventura espacial alcançou o clímax com a chegada de Juno à órbita de Júpiter, no dia 4 de Julho de 2016, momento em que os cientistas começaram a descobrir e a desvendar os segredos do planeta.

 

 

A ciência espacial vai ganhar todo o protagonismo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.