Sines “pescou” penúltimo fim-de-semana do Terras sem Sombra

terrassemsombraSinesVH-2128

 

Sines acolheu o penúltimo fim-de-semana desta edição do Festival Terras sem Sombra. Uma visita pelo património do centro de Sines, no sábado,  e uma acção de biodiversidade, pela manhã de domingo, marcaram a passagem do Festival por esta localidade, além, claro, do concerto do Ensemble do Festival de Lucerna, como aqui já demos conta.

 

O Castelo de Sines encontra-se construído num espaço que teve grande utilidade defensiva em alguns períodos da historia portuguesa.

 

No século XIV, o pequeno povoado burguês de Sines reivindica junto do rei Dom Pedro I a autonomia administrativa em relação a Santiago do Cacém. O monarca, interessado na importância estratégica da terra na proteção desta zona de costa em relação aos corsários, concede foral a Sines. Mas com uma condição: a construção de uma cerca defensiva. O castelo é construído durante a primeira metade do século XV. A sua área é relativamente pequena, meio hectare, o que pode justificar-se pelo facto de na altura em que o castelo é construído a povoação ocupar já uma área demasiado grande para ser totalmente cercada” refere o município.

 

 

O mais famoso dos alcaides de Sines foi Estêvão da Gama, pai de Vasco da Gama, que fez obras na fortaleza. Admitindo que Estêvão já ocupava esse posto em 1469, ano provável de nascimento do navegador, este deve ser o local de nascimento de Vasco da Gama. O castelo foi objecto de obras de restauro, completadas em novembro de 2008, em simultâneo com a inauguração do núcleo sede do Museu de Sines e Casa de Vasco da Gama” acrescenta o município. Desde 1933 é Monumento de Interesse Público.

terrassemsombraSinesVH-2013

 

terrassemsombraSinesVH-2015

 

terrassemsombraSinesVH-2019

 

terrassemsombraSinesVH-2026

 

terrassemsombraSinesVH-2029

 

terrassemsombraSinesVH-2032

 

terrassemsombraSinesVH-2035

 

terrassemsombraSinesVH-2045

 

terrassemsombraSinesVH-2048

 

terrassemsombraSinesVH-2058

 

terrassemsombraSinesVH-2065

 

terrassemsombraSinesVH-2071

 

terrassemsombraSinesVH-2072

 

terrassemsombraSinesVH-2104

 

terrassemsombraSinesVH-2105

 

terrassemsombraSinesVH-2138

No Domingo, tempo de sentir os aromas do Alentejo através da acção de biodiversidade que  decorreu nas imediações da Praia de S. Torpes, com uma acção de salvaguarda da biodiversidade, orientada pela Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha. A fronteira entre o Atlântico e o Mediterrânico – À descoberta dos monges eremitas da Junqueira é o tema para uma deslocação à antiga Provença, um mosteiro de Eremitas da Ordem de São Paulo da Serra de Ossa, habitado entre os séculos XV e XVII, a pouca distância do Atlântico, no limite do Parque Natural do Sudoeste Alentejano. Ainda hoje perduram traços dessa histórica presença, tão próxima como desconhecida, desde a ermida de Nossa Senhora dos Remédios, em ruínas, à fonte santa e às terras outrora cultivadas pelos religiosos. Nas várzeas fertilizadas pela ribeira da Junqueira existem habitats muito favoráveis à flora e à fauna.

 

terrassemsombraSinesBio-2206

 

terrassemsombraSinesBio-2210

 

terrassemsombraSinesBio-2218

 

terrassemsombraSinesBio-2225

 

terrassemsombraSinesBio-2250

 

terrassemsombraSinesBio-4889

 

terrassemsombraSinesBio-4900

 

terrassemsombraSinesBio-4921

 

terrassemsombraSinesBio-4964

 

terrassemsombraSinesBio-4983

 

terrassemsombraSinesBio-4987

 

terrassemsombraSinesBio-4990

 

terrassemsombraSinesBio-4992

 

terrassemsombraSinesBio-5014

 

terrassemsombraSinesBio-5018

 

terrassemsombraSinesBio-5020

 

terrassemsombraSinesBio-5023

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6448 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.