Sintra e Oeiras: Detidos por violência doméstica

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão Policial de Oeiras e Divisão Policial de Sintra, entre os dias 5 e 6 de outubro, procedeu à detenção de quatro homens com idades compreendidas entre os 31 e os 48 anos, por serem suspeitos da prática do crime de violência doméstica.

No âmbito de uma investigação e no cumprimento de um mandado de detenção emanado por Autoridade Judiciária, foi detido um homem de 35 anos de idade por, de forma constante e reiterada dado que não aceitava o fim do relacionamento, injuriar a vítima e, por partilharem a mesma casa, obrigá-la a manter relações sexuais contra a sua vontade.

Foi igualmente detido, em cumprimento de um mandado de detenção emanado por Autoridade Judiciária, um homem de 48 anos de idade que, desde o início do casamento, controlava a vítima, não permitindo o uso de determinado tipo de roupas e exigindo a sua localização através do telemóvel. Por a vítima demonstrar interesse em terminar a relação, o suspeito ficava descontrolado, agravado pelo consumo de bebidas alcoólicas, adotando comportamentos agressivos.

Ainda no dia 5 de outubro, foi presente a 1º interrogatório judicial, no cumprimento de mandado de detenção fora de flagrante delito, emanado por Autoridade Judiciária, um homem de 39 anos de idade, por estar indiciado na prática de um crime de violência doméstica. Este ex-casal tem uma filha menor de idade e o suspeito vem constantemente a ameaçá-la, através de mensagens, quanto a retirada da filha da guarda da mãe. Desta forma, o suspeito intimidava a vítima pelas ameaças a si e à sua família o que a faz temer pela própria vida.

No dia 6 de outubro, em Oeiras, foi detido um homem de 31 anos de idade, reputando-se o flagrante delito, pela suspeita da prática do crime de violência doméstica contra a sua companheira, uma mulher de 26 anos de idade.

Na sequência de um telefonema via 112 a relatar uma situação de violência doméstica, os Polícias deslocaram-se prontamente para o local da ocorrência onde verificaram uma vítima com vários hematomas visíveis, na face e nos braços, e o agressor ainda no local.

Ouvida a vítima, bem como todos os vizinhos que se encontravam no local, e face aos ferimentos visíveis que confirmavam o crime de violência doméstica foi de imediato o homem detido. Foi ainda prestado todo o auxílio à vítima, tendo sito transportada a unidade hospitalar para realização de vários exames e tratamento das lesões existentes.

Os quatro detidos foram presentes no tribunal judicial competente, para a 1º interrogatório judicial, tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de proibição de contactar com as vítimas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.