Tauromaquia: “Começo a pensar que, também na saúde, temos uma política baseada na discriminação e nos gostos pessoais da Senhora Ministra da Saúde”, diz deputada do PSD

A deputada do PSD, Fernanda Velez, criticou, hoje, a Ministra da Cultura e a Direcção-Geral de Saúde, relativamente às normas para a tauromaquia.

Destaca que “o Senhor Secretário de Estado da Saúde, António Sales, referiu que a DGS e o IGAC reuniram com os representantes da Tauromaquia, com o objetivo de encontrarem uma solução que conjugue o cumprimento das normas sanitárias e a viabilidade económica do setor“, contudo “a resposta do Senhor Secretário de Estado da Saúde não me tranquilizou, pois foi similar à que proferiu na Audição de 18/06” e que nesse sentido “O tempo passa e a censura continua” e que “começo a pensar que, também na saúde, temos uma política baseada na discriminação e nos gostos pessoais da Senhora Ministra da Saúde

A publicação na íntegra:

Na sequência da resposta da Senhora Ministra da Cultura, na Audição Regimental de 30/06 (“as normas relativas à Tauromaquia são da responsabilidade da DGS”), coloquei à Senhora Ministra da Saúde, que tutela a DGS, as seguintes questões:

 Como justifica a Senhora Ministra da Saúde que, para um espetáculo musical se possa encher a Praça de Touros do Campo Pequeno com milhares de pessoas (50% da lotação – pessoas sentadas um lugar sim, um lugar não) e, para a realização de touradas, estas normas reduzam a lotação máxima do mesmo recinto para um terço da lotação (distância de um metro entre cada lugar e existência de uma fila de intervalo, sem ocupação)?

 Que hipotético obstáculo de saúde pública se pode ainda colocar à retoma dos espetáculos taurinos?

A Senhora Ministra da Saúde pareceu ficar surpreendida com o teor das questões.
O Senhor Secretário de Estado da Saúde, António Sales, referiu que a DGS e o IGAC reuniram com os representantes da Tauromaquia, com o objetivo de encontrarem uma solução que conjugue o cumprimento das normas sanitárias e a viabilidade económica do setor.

A resposta do Senhor Secretário de Estado da Saúde não me tranquilizou, pois foi similar à que proferiu na Audição de 18/06.
O tempo passa e a censura continua.
Começo a pensar que, também na saúde, temos uma política baseada na discriminação e nos gostos pessoais da Senhora Ministra da Saúde“.

 

 

Recorde AQUI as normas da DGS para a tauromaquia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.