A televisão é o tema da nova edição da revista “Egoísta”

Revista Egoísta - Televisão

 

 

Numa altura em que a internet e as novas tecnologias começam a ganhar cada vez mais força, a televisão continua a ser o meio de comunicação que os portugueses confiam mais.

 

 

 

A revista “Egoísta”, do grupo Estoril Sol, volta a lançar uma nova edição temática dedicada à televisão. “Egoísta – Televisão” traz um conjunto de imagens e depoimentos sobre a “caixinha mágica” que mudou o mundo.

 

 

 

Esta nova edição inicia um novo ciclo, já que a “Egoísta” passará a ter uma versão bilíngue, em Português e em Inglês.

 

 

 

Assim, mais internacional, o conteúdo segue as linhas habituais, a ficção é privilegiada mas existe espaço para ensaio e opinião. Esta edição conta com um número extraordinário de colaboradores e publica o último texto de Miguel Beleza. Sem esquecer que a RTP celebra 60 anos, contamos com uma sessão fotográfica com o jornalista João Adelino Faria e com um perfil da nossa repórter de guerra, Cândida Pinto“, sublinha a editora desta publicação, Patrícia Reis.

 

 

 

Em “Egoísta – Televisão”, para além de serem encontrados nomes fortes da televisão, nesta revista poderão ser encontradas as colaborações de Carlos Ramos, Gonçalo F. Santos ou Patrícia Fonseca.

 

 

 

Mário Assis Ferreira, o Director, escreveu no editorial desta edição que () A sua estética era o naturalismo; a sua linguagem, a fragmentação temática; o seu timing, a instantaneidade da informação; a sua veste, o espectáculo da representação. Virtudes reais, pecados virtuais Pois que maior virtude seria imaginável do que essa, a de a Televisão ser o primeiro veículo de cultura verdadeiramente democrático, uma cultura disponível para todos e maioritariamente governada pelo que as pessoas queriam? E que pecado poderia ser mais danoso do que esse, o de a Televisão ser governada pelo gosto do que as pessoas realmente querem?”. Este editorial, que foi apelidado de Televisão sem Preconceito, aborda a cariz democrática da televisão e como esta se transformou no quarto poder dentro do Estado, expressão criada pelo Lord Macauly.

 

 

 

Desde o ano 2000, altura em que a revista foi lançada, esta já ganhou de 80 prémios a nível nacional e internacional.

 

 

 

A revista “Egoísta – Televisão”, que é uma edição de coleccionador, encontra-se à venda no Clube IN do Casino Estoril e do Casino Lisboa. Esta tem uma campanha de assinaturas que está disponível em www.egoista.pt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.