Está concluída a empreitada de remodelação da Ala Norte do antigo Palácio da Justiça de Santa Maria da Feira, promovida pelo IGFEJ, para reinstalação do Juízo de Trabalho. A obra implicou um investimento superior a 600 mil euros.

Instalado num edifício de reconhecido valor arquitectónico, projectado pelo Arquiteto Viana de Lima, inaugurado em 1991, o antigo Palácio da Justiça de Santa Maria da Feira, sito na Rua Dr. Alcides Strech Monteiro, foi alvo de uma remodelação geral que teve como finalidade a adequação funcional do piso térreo para acolher os serviços da Instância de Trabalho de Santa Maria da Feira.

A empreitada, da responsabilidade do IGFEJ – Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, representou um investimento de 622 mil euros, no edifício propriedade da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, a quem coube o desenvolvimento do projecto através de uma parceria entre as duas entidades públicas.

A obra incidiu numa área aproximada de 910 metros quadrados, contemplando trabalhos de reabilitação assentes na reorganização dos espaços, na substituição dos vidros e da cobertura e, entre outros, na remodelação das instalações e equipamentos eléctricos, das infraestruturas de telecomunicações e sistema estruturado de cablagem e de segurança.

Ainda no âmbito desta intervenção, procedeu-se à instalação de equipamentos e sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado, de forma a dotar o espaço de maior conforto térmico para os utilizadores, transformando-o num edifício com maior capacidade de eficiência energética.

O IGFEJ procedeu, na passada sexta-feira (15 de novembro), à entrega formal das instalações à Direcção-Geral da Administração da Justiça e ao serviço utilizador, o Juízo do Trabalho de Santa Maria da Feira, numa cerimónia onde também estiveram presentes a Comarca de Aveiro e o Município de Santa Maria da Feira, a que se seguiu uma reunião de coordenação com o intuito de definir o acompanhamento da mudança e instalação dos serviços, a funcionar actualmente num edifício arrendado.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.