Turismo faz história, em Portugal, acolhendo mais de 400 mil trabalhadores, revela Ana Mendes Godinho

 

 

 

A Secretária de estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, revelou esta semana que em meados de Abril trabalhavam no sector do turismo mais de 400 mil pessoas.

O anúncio foi feito, em Alter do Chão, na apresentação do certame Alter Internacional Horse Summit que decorrerá em 2020.

No discurso proferido nesta apresentação, Ana Mendes Godinho referiu que “estamos a conseguir crescer cada vez mais em valor, nos últimos três anos as receitas turísticas cresceram 45% em Portugal, é muito”, adiantando que “ultrapassámos 16,6 milhões de euros de receita turística em 2018, e apesar de algumas vozes terem dito que já tínhamos atingido o máximo, a verdade é que continuamos a crescer”.

No acumulado de Janeiro e Fevereiro deste ano já crescemos 7% nas receitas turísticas, face aos resultados de 2018, em meses de época baixa. O que demonstra que ainda temos espaço para crescer e acima de tudo temos espaço para alargar o turismo ao longo de todo o território e ao longo de todo o ano”, acrescentou a governante.

A Secretária de Estado do Turismo destaca que “não somos claramente um destino massificado, não queremos ser, não temos condições sequer para competir com outros, porque também não queremos. E é de facto aquilo em que somos único que tem de fazer a diferença, e é por isso que claramente as pessoas vão continuar a querer vir para Portugal.

Relativamente a números, a responsável pela pasta do turismo revela que “crescemos 45% em termos de receita, o peso do turismo em termos de exportações, neste momento, já representa 19%, em 2015 representava 14%, portanto subimos também aqui.

Já sobre o emprego no sector do turismo, Ana Mendes Godinho, adianta que “ultrapassámos, pela primeira vez, os 400 mil trabalhadores no sector do turismo. Nunca tivemos este valor. Nunca tivemos em nenhum mês do ano e é ainda mais importante isto acontecer no mês de Abril. Isto prova que o turismo está a mudar estruturalmente porque está a conseguir alargar ao longo do ano, e essa deve também ser a nossa preocupação, que seja uma actividade sustentável porque só assim conseguimos ter níveis de empregos constantes e sustentáveis ao longo de todo o ano.

 

Fotografia: Hugo Calado / ODigital.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.