IMG_2155

 

 

Até maio, o Porto e Norte já cresceu o necessário para ultrapassar o número previsto para 2020 de sete milhões de dormidas (encerrou 2016 a 113,6 mil dormidas dos 7 milhões).

Ao mesmo tempo, já são mais os espanhóis que os portugueses que visitam o Porto e Norte de Portugal. Estas são algumas das ilações retiradas dos dados agora conhecidos pelo INE relativos ao mês de maio de 2017. “Os dados que nos chegam do mês que recebemos o rali de Portugal são excelentes. Em várias frentes de análise, o Porto e Norte superou todas as expetativas neste mês de maio, apresentando mais 25% de proveitos totais do que no mesmo período de 2016, sendo de realçar ainda uma tendência do aumento da receita turística, o que nos posiciona cada vez mais como um destino de qualidade”, adianta Melchior Moreira, Presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Os proveitos totais apresentam valores acima dos 40 milhões de euros, num crescimento de 25% relativamente ao mesmo período do ano, situando-se no acumulado janeiro/maio nos 143,6 milhões de euros, 21,7% acima do período homólogo de 2016.

Mantendo a tendência de crescimento nas dormidas, maio representou um acréscimo de 9,9% nas dormidas totais, num acumulado entre janeiro e maio de 10,2%, representando mais 235,5 mil dormidas que em relação a janeiro/maio de 2016. O mercado espanhol cresceu próximo dos 10%, significando que o Mercado Ibérico representa 56% de quota de mercado.

O Porto e Norte chega em maio pela primeira vez acima dos 1,82 noites de estada média, mantendo uma taxa de crescimento consecutiva há 36 meses, tendência esta que é ainda mais significativa na taxa de ocupação, pela primeira vez acima dos 50% (50,5%) em maio. Nos Proveitos de Aposento, o crescimento é ainda mais significativo, com 29% de crescimento, situando-se em maio acima dos 32 milhões (32,7).

No cômputo global, o Porto e Norte está no podium do ranking nacional, seja nos proveitos totais (3º), seja nos proveitos de aposento (2º), o que é muito representativo na tendência do aumento da receita turística no território, significativo de que o Porto e Norte é um destino cada vez mais qualitativo.

Fluxos no Aeroporto e nos Portos Marítimos:

No Aeroporto Francisco Sá Carneiro, em maio, chegaram mais 67,4 mil passageiros do que em 2016 (mais 16,2%), e no acumulado mais 328,60 mil passageiros, estando nos 1,991 milhões de passageiros (mais 19,8%), com mais 27,1% de passageiros nacionais.

Nos Portos Marítimos, mais 10 929 passageiros, entre janeiro e maio do que no período homólogo de 2016, um crescimento de 59,70%, sendo que em maio, registou-se mais de 147,2% de passageiros, reforçando que hoje os Cruzeiros e os desportos náuticos são uma procura crescente no Porto e Norte.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6787 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.