Vila Franca de Xira: Vereador destaca “muitos estrangeiros” no Colete Encarnado e aumento no Turismo Religioso

 

 

 

Após a apresentação da nova imagem de Vila Franca de Xira, que decorreu esta segunda-feira, 14 de Janeiro, nos Paços do concelho, o vereador com o pelouro do turismo, António Félix falou ao Infocul sobre as mais valias do concelho nesta vertente.

 

 

Tauromaquia

Sendo a tauromaquia uma das marcas mais fortes do concelho, questionámos se existem números e proveniências dos visitantes, tendo o vereador revelado que “é uma informação que não passa por nós, como sabe a praça tem uma gestão privada. Alguns espanhóis teremos, mas é difícil saber…Por exemplo no Colete Encarnado, o que nós temos sentido, inclusive tivemos aí uma televisão japonesa há dois anos, aí vem muitos estrangeiros e depois onde também temos sentido muito crescimento é no turismo religioso. De alguns que param e ficam aqui, uns que vão para Fátima mas acima de tudo, muitos, que vão para Santiago de Compostela”.

Será Vila Franca de Xira, a Sevilha portuguesa?

É uma questão difícil, a nossa festa, o Colete Encarnado, tem muito dessa questão principalmente os cavalos e o desfile que se assemelha um pouco ao que é a realidade sevilhana mas é diferente. Até porque a tauromaquia espanhola é diferente da tauromaquia portuguesa. A tauromaquia espanhola centra-se muito no toureio apeado e a tauromaquia portuguesa centra-se muito no toureio a cavalo, na corrida à portuguesa. E isso diferencia um pouco aqui. Agora o facto de o toureio português se centrar muito no toureio a cavalo leva a que se compare muito com Sevilha por causa das sevilhanas e dos cavaleiros que andam pelas ruas na cidade, principalmente na zona da feira. E aqui, no Colete Encarnado, também há muita gente a cavalo. Mas eu tenho alguma dificuldade em comparar Sevilha com Vila Franca de Xira”, disse-nos.

Destaques do concelho

O vereador, quando convidado a apresentar os destaques do município para quem nunca o visitou, revelou que “as pessoas não sabem mas temos zonas fantásticas de fruição. Temos a zona ribeirinha, que é fantástica, temos o Jardim Municipal, mas depois também temos a zona da Leziria, o EVOA para quem quiser observar as aves, o Palácio do Sobralinho, a Quinta de Subserra onde produzimos o nosso vinho. Depois a zona ribeirinha a sul, na Póvoa com o Parque Ribeirinho e Moinhos da Póvoa , portanto toda esta zona, temos aqui um mix entre o urbano e o rural. Temos uma zona rural lindíssima, mas também temos uma zona urbana interessante. Temos o Neo-Realismo, temos a Fábrica das Palavras que é um ex-libris. A nossa gastronomia que é fantástica, principalmente as mostras de gastronomia como Março-O Mês do Sável e depois temos a campanha de Novembro, além das duas festividades que é o Colete Encarnado e a Feira de Outubro que tem um salão de artesanato dos melhores do país”.

Gastronomia e novo concurso a caminho…

O Março-Mês do Sável é uma campanha que já está consolidada. Nós no ano passado lançámos o Março-Mês do Sável em Lisboa no sentido de puxar mais pessoas para cá, todos os anos tem vindo a crescer mas depende também muito dos restaurantes e do trabalho que eles fazem. Em Novembro, a nossa campanha tem vindo a crescer e consolidar, baseada no Torricado com Bacalhau e eu tenho vindo a discutir isto internamente e falado com o presidente no sentido de termos também um prato de carne, estamos a analisar”, começou por nos dizer antes de adiantar uma novidade que terá como fim a selecção de um doce regional identitário do concelho, “é uma ideia que já está a andar mas que quero desenvolver este ano, que é algo que eu tenho alguma dificuldade em entender. Quase todos os sítios que vou do país tem um doce regional e Vila Franca não tem”, esclarecendo como escolherá, “provavelmente vou fazer um concurso”.

Feiras de Turismo

Sobre os eventos nos quais Vila Franca de Xira promover-se-á, o vereador revelou que “vamos ter um stand como tivemos o ano passado, é garantido, na Bolsa de Turismo de Lisboa”, acrescentando que “na FITUR eu próprio irei mas como observador, eu não sei se justifica ter um stand de Vila Franca na Fitur”. Recordou que “tivemos na FIT na Guarda e foi um sucesso. Este ano vamos voltar a ter. Tivemos muitas visitas e ficaram encantados”.

Vinho Encostas de Xira

Acima das minha expectativas. Foi uma proposta que fiz ao presidente e ele aceitou mas nunca me passou pela cabeça. Nunca pensei que tivesse tanta aceitação e tanto sucesso. O projecto ainda vai a meio, como costumo dizer, mas tem sido fantástico. Quer o branco quer o arinto, aliás há crónicas que saíram sobre o arinto fantásticas nas redes sociais e até numa revista. Está acima do que esperava e vamos continuar”, disse-nos sobre um dos projectos da câmara que visa promoção do município.

 

Entrevista e Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Arlindo Homem

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6335 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

One thought on “Vila Franca de Xira: Vereador destaca “muitos estrangeiros” no Colete Encarnado e aumento no Turismo Religioso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.