“Vinhos em Cena”: Turismo e Cultura encontram-se no Tivoli BBVA

VinhosemCena@Tivoli-8648

 

A partir de hoje e até dia 26 de Março, o Teatro Tivoli BBVA apresenta “Vinhos em Cena”, um evento que junta a cultura e o turismo, onde a arte de representar, falar, cantar se mistura e interage com a arte de apreciar o que de melhor Portugal tem para oferecer em termos de vinhos e gastronomia.

 

 

Um único evento que conta com um vasto programa. “É um evento diferente. Eu penso que um edifício classificado como o Tivoli BBVA merece este tipo de eventos, são eventos com classe, 100% portugueses, tratamos com artistas portugueses, vinhos português e no fundo a ideia é essa, espalhar ideias entre o bom vinho e a boa conversa”, disse Paulo Dias ao Infocul.

 VinhosemCena@Tivoli-8621

 

Nos “Vinhos em Cena”, o horário será das 17:00 às 23:00 (dia 24), das 14:00 às 24:00 (dia 25) e das 14:00 às 19:00 (dia 26). Um dos grandes destaques será a rúbrica “Em Cena Com…” que juntará em palco figuras reconhecidas da arte literária, musical e humorística a especialistas da área vinícola para conversas de 30 minutos. No dia 24 acontece pelas 21:30 e junta em palco Vasco Avillez, Aldo Lima e Tiago Pais Dias. No dia seguinte haverá quatro sessões: 15:00, 17:00, 21:00 e 23:00. Na primeira com Cristiano Van Zeller e Rui Cardoso Martins, seguindo-se Paulo Laureano e Hugo Nascimento. A terceira estará a cargo de Mário Louro e Luíz Dinis e a última com Fernando Alvim e Jorge Roque. Para o último dia mais duas sessões pelas 15:00 e 17:00. Na primeira com Maria João Abreu e Miguel Dias e a segunda com Vasco Avillez, José Raposo e Joaquim Nicolau. Todas estas actividades acontecem no palco da sala do Tivoli.

 VinhosemCena@Tivoli-8661

 

VinhosemCena@Tivoli-8662

 

VinhosemCena@Tivoli-8663

 

Nós, no que diz respeito à própria gestão do Teatro Tivoli BBVA caminhamos nesse sentido. Ou seja, esta é a nossa primeira iniciativa que vai passar a ser anual, que envolve os portugueses e os turistas. Fizemos campanhas muito vocacionadas para o turismo, nomeadamente junto de toda a hotelaria envolvente aqui do Teatro Tivoli BBVA, e estamos a conseguir trazer turistas. Esse era um dos nossos objectivos. Esta é a primeira iniciativa, mas este ano vamos ter mais”, acrescentou, quando questionado se a cultura e o turismo poderiam caminhar lado a lado e convergir em eventos deste género.

 

 VinhosemCena@Tivoli-8680

 

VinhosemCena@Tivoli-8594

 

VinhosemCena@Tivoli-8657

 

VinhosemCena@Tivoli-8675

 

Outra das grandes iniciativas são as conferências. A primeira intitulada “Alterações Climatéricas: Que Novos Caminhos?” com Sara Peñas Lledó, Charles Metcalfe, Osvaldo Amado e António Ventura, moderada por Frederico Falcão, pelas 17:30. A segunda será pelas 19:30, intitulada “A investigação & desenvolvimento e Inovação (I&D+I) em Rolhas de Cortiça”, que terá como único orador, Paulo Lopes. Ambas as conferências acontecem a 24 de Março na sala de espectáculos do Tivoli BBVA.

 

 

O turismo em Portugal tem aumentado, contudo, questionámos Paulo Dias se o turismo cultural estava ainda mal explorado, tendo obtido como resposta, “é difícil manter um turismo cultural permanente porque no que diz respeito à parte de cultura, estamos muito ligados ao fado, e o fado transporta-nos para as casas de fado, às vezes não é o melhor sitio para vermos este tipo de espectáculo e outras vezes é, depende das casas de fado, porque como em tudo há umas que são muito melhores do que outras, é normal. Mas o que é facto é que a relação é forte, ter fado, vinho, turismo, está tudo ligado”.

 

VinhosemCena@Tivoli-8698

 

VinhosemCena@Tivoli-8701

 

VinhosemCena@Tivoli-8702

 

VinhosemCena@Tivoli-8717

 

São 40 produtores, mas o mais arriscado e não temos estado a falar disso, é que são 800 diferentes vinhos” revela sobre o que o público pode encontrar no teatro, acrescentando que “não é possível beber tudo, não é esse o objectivo, não queremos pessoas a sair aos “esses”, mas sim todas direitinhas”. Para além das degustações de vinhos, o público pode ainda encontrar “workshops que são iniciativas fantásticas, pois para quem não percebe muito de vinho mas está permanentemente a ouvir falar, há quatro workshops diferentes a que podem assistir, tem uma lotação limitada de 24 pessoas por cada um, sendo necessário marcar. Os workshops ensinam quem não sabe lidar com vinhos, a escolher pelas ementas, pelos jantares, pelos queijos, pela fruta”, sendo que no Tivoli há ainda a “questão dos sabores que temos nas frisas, um produto à parte, mas em que as pessoas podem vir e comer umas ostras com champanhe dentro de uma frisa de um teatro, não é nada normal e portanto é o tipo de coisas que vão fazer a diferença nos próximos dias”.

 VinhosemCena@Tivoli-8762

 

Os workshops decorrerão nos três últimos dias de evento (24, 25 e 26) com os preços a variarem entre os 35 e os 45 euros por pessoa. Realizam-se na sala D. Antónia Ferreira.

 

 

Nos corredores do teatro, foyer e sótão estarão os 40 produtores, que darão a degustar os seus melhores vinhos.

 

 

O director técnico deste evento é Mário Louro, conhecido enólogo, que em conversa com o Infocul revelou que a “UAU trabalha muito com o BBVA que gosta muito de apoiar a cultura, e o vinho é muito associado aos copos, tanto nas feiras e restantes eventos. Nós sempre achámos que o vinho precisava de outro tipo de eventos, a cultura está sempre por detrás dele, para lhe tirarmos o peso negativo que muitas vezes sentimos, que a policia sente, que é um produto alcoólico, e a gente quer dar a outra perspectiva, que é a perspectiva cultural”.

 VinhosemCena@Tivoli-8678

 

O convite a estes produtores foi “feito um a um, no sentido de lhes dizer que este é um evento diferente”. Revelou ainda que as “mulheres são muito mais sensíveis ao vinho que os homens”, no que concerne à qualidade e ao saber distinguir um bom e um mau vinho, porque “têm uma maior capacidade de resposta e maior facilidade em encontrar o termo certo para classificar aquele vinho”.

 

 

O bilhete de acesso ao evento tem um custo de 19 euros. Turismo e Cultura encontram-se em pleno centro lisboeta, no Teatro Tivoli BBVA.

 

 

No primeiro dia de evento, há ainda a destacar a actuação da fadista Katia Guerreiro que trouxe ao Tivoli três fados: “Oiça Lá Ó Senhor Vinho”, “Asas” e “Mentiras”. Excelente interpretação, poder vocal e linguagem corporal, fez-se acompanhar por um trio também ele de enorme valia: Luís Guerreiro na guitarra portuguesa, André Ramos na viola de fado e Fernando Júdice na viola-baixo.

 VinhosemCena@Tivoli-8628

 

Eu já estive associada a uma marca de vinhos, que me convidou a ser sua embaixadora, o Vinho do Douro, e nós fizemos vários eventos de vinho com o Fado no estrangeiro e cá também” começou por nos dizer, sobre a ligação cada vez maior entre duas marcas de qualidade lusitana: o vinho e o fado. “O turismo percebe que a cultura é um dos cartões de visita mais importantes deste país, e com ela em particular, o fado. Porque o fado é um dos grades motivos de visitas a Portugal”, acrescentou.

 

 

Katia Guerreiro regressou de uma actuação bastante elogiada em Beirute e que prepara novo disco que poderá sair perto do final de 2017.

 

VinhosemCena@Tivoli-8639

 

VinhosemCena@Tivoli-8644

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6589 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.