Violência Doméstica: Jornalista da TVI vai a tribunal por causa do ex-namorado

D.R.

Emanuel Monteiro acusa André Carvalho Ramos de agressões físicas e verbais.

A 16 e novembro, saber-se-á se o jornalista da TVI é condenado pela prática de violência doméstica.

A revista TV 7 Dias revela ter tido teve acesso ao despacho de acusação do Ministério Público e a fotografias que constam do processo.

Começou com um estalo e acabou com um espancamento, dentro da minha própria casa. Foi no dia do meu aniversário. Estava sem telemóvel, trancado, impedido de fugir ou de pedir ajuda. Estive à espera, durante todos os minutos daquelas três horas, que o agressor abrisse a gaveta da cozinha e de lá tirasse uma faca para acabar com o pouco que ainda restava de mim. Fiquei gelado de medo, morto de espírito enquanto era agredido sem dó, nem piedade. Não consegui, sequer, defender-me“, escreveu Emanuel Monteiro.

Disse não ter denunciado devido a “receio por vergonha“.

No despacho de acusação do MP, é referido que “o ofendido e o arguido deslocaram-se a Londres. Num desses dias, […] o casal foi a um bar no início da noite. Durante o período de tempo que ambos ali permaneceram o ofendido conheceu um rapaz de nacionalidade brasileira com quem esteve a conversar durante cerca de 20 minutos […]. A dada altura, o arguido aproximou-se do ofendido e disse ‘vamos para o hotel, quero-me ir embora já, quero-me ir embora já e tu vens comigo’. […]”.

Ato contínuo, o arguido aproximando-se do ofendido disse ‘és uma pu** como a tua mãe, aprendeste com ela’, desferindo-lhe duas pancadas com a mão aberta da cara“, acrescenta.

A TV 7 Dias revela ainda que uma fonte explica que Emanuel chegou a ficar com a boca a sangrar.

Explica ainda que numa das sessões de julgamento “quis-se levar a questão que a violência era a meias“, mas isso não acontece.

Não é verdade. O Emanuel nunca bateu no André. Se disser que ele deu um empurrão, se calhar deu. Mas nunca o deixou marcado“, explicou, disse.

Emanuel Monteiro quer uma indemnização de 5 mil euros e que haja “uma pena suspensa, uma multa ou a obrigatoriedade de frequentar um Programa para Agressores de Violência doméstica“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.