Vítor Cóias é o primeiro português a receber a Medalha Richard H. Driehaus para a Preservação do Património

Vítor Cóias, engenheiro civil formado pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa, dedicou a sua carreira à investigação, desenvolvimento e difusão de técnicas de construção que respeitam a integridade do património e do meio ambiente. Assim e pela primeira vez, o Júri internacional decidiu entregar a um português a Medalha Richard H. Driehaus para a Preservação do Património 2020.
Cóias viveu em Angola até aos 16 anos e depois radicou-se em Lisboa. Começou a sua carreira já preocupado com o excessivo uso de betão armado em edifícios históricos e com a incapacidade da sua profissão em manter a construção tradicional em pedra, tijolo e madeira, materiais ecológicos, acessíveis e que também constituem a maior parte do património arquitectónico português.

Ficou impressionado também com a quantidade de edifícios antigos que, ao tentarem ser reabilitados com betão armado, acabaram por ser danificados em vez de reparados, uma vez que as estruturas originais foram afectadas pelo peso e rigidez do betão. Por isso decidiu dedicar a sua carreira à compreensão e reparação deste tipo de situações, dando assim continuidade ao modo tradicional de construir em Portugal.

O galardoado tornou-se um pioneiro porque o seu trabalho evitou a perda de um património insubstituível, que teria sido demolido e substituído por estruturas de aço e cimento. Cóias interveio em inúmeros edifícios históricos de Lisboa, onde tem sido um importante defensor dos sistemas estruturais históricos em madeira, resistentes aos sismos da Baixa Pombalina de Lisboa e em monumentos de destaque como o Palácio de Mateus.

A sua paixão por estes ofícios levou-o a criar várias empresas especializadas no diagnóstico de problemas estruturais em edifícios históricos e sua reabilitação. Além disso tem contribuído para o desenvolvimento de normas públicas e directrizes para a intervenção no património edificado através de estruturas compatíveis com a construção tradicional. Nas palavras do vencedor, é necessário “tanto preservar os exteriores e interiores de um edifício a reabilitar, passar pela recolha de informação, pela qualificação do projeto e, por fim, por uma intervenção adequada”.

O trabalho de Cóias não se limitou à prática mas também à divulgação e ensino de técnicas de construção sustentáveis no meio ambiente e na tradição urbana. Tem realizado este trabalho através de inúmeros congressos, publicações e, sobretudo, graças à criação da revista Pedra & Cal, da Sociedade Portuguesa de Estudos de História da Construção e de plataformas cívicas como o Grémio do Património (GECoRPA ) ou o Fórum do Património, que reúne várias associações portuguesas dedicadas à defesa do património arquitectónico.

O galardão será entregue no dia 19 de Novembro em Madrid na Real Academia de Bellas Artes de San Fernando juntamente com o Prémio Rafael Manzano de Arquitectura, concedido a Fernando Martín Sanjuan. A cerimónia será presidida por Ana Pastor, Vice-Presidente do Congresso de Deputados de Espanha.

 

A Medalha Richard H. Driehaus para a Preservação do Património distingue empresários, promotores, presidentes de fundações ou de outras instituições que tenham realizado contribuições significativas para a preservação do património, dando continuidade às tradições arquitectónicas na Península Ibérica.

A organização é da INTBAU (International Network for Traditional Building, Architecture & Urbanism), rede internacional que promove a construção, a arquitectura e o urbanismo tradicionais, e cujo patrono e fundador é Sua Alteza Real o Príncipe de Gales. Esta iniciativa é possível graças ao suporte de Richard H. Driehaus Charitable Lead Trust e Fundação EKABA, e com a colaboração da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando (Madrid), Hispania Nostra e da Fundaçao Serra Henriques de Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.