Caso André Filipe: Joana Amaral Dias questiona Big Brother se esperava “um suicídio em directo?”

André Filipe tem sido dos casos mais badalados do Big Brother-A Revolução.

Depois de expulso por comportamentos incorrectos, foi internado com surto psicótico.

Joana Amaral Dias esteve na CMTV para comentar o caso de André Filipe e não poupou nas críticas à produção do programa: “Só o facto de haver privação do sono, ao fim de duas noites é incapacitante […] Esta situação tinha que ter uma resposta”, começou por dizer.

O problema é que estes programas são muitas vezes máquinas debulhadoras, e o que lhes interessa é de facto a audiência, o jogo, e sintomas deste tipo, que perigam a vida, porque acho que a pergunta é o que é que estiveram à espera? De um suicídio em directo? Porque aquilo que assistimos em relação a este rapaz é quase isso”, acrescentou.

Por acaso não se magoou, não feriu ninguém mas está ali no limite, que nós profissionais […] esses comportamentos de elevadíssimo risco sabe como vai parar“, rematou.