Lisboa: Detido após 13 roubos por esticão, usando motociclo furtado

O Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 22 de Julho, pelas 16:00,na freguesia de Santa Maria Maior, em Lisboa, procedeu à detenção de um homem com 48 anos de idade, por ser suspeito da prática de 13 roubos por esticão com utilização de motociclo furtado, por toda a cidade de Lisboa, nos últimos cinco dias.

Na prossecução de uma estratégia de combate e prevenção da criminalidade violenta e grave, orientada especialmente para as zonas comerciais e turísticas do centro da cidade de Lisboa, a PSP empenha diariamente recursos adicionais e devidamente orientados para zonas de maior risco, de forma a alavancar a sua capacidade de resposta perante esta franja de criminalidade tão castradora do sentimento de segurança da população. Iniciaram-se as investigações quando se percebeu que este tipo de roubo estava a acontecer diariamente desde o último dia 16 de Julho, e na posse das descrições e características quer do suspeito, quer da mota usada para os roubos, veio a localizar-se o suspeito na Praça dos Restauradores.

O mesmo foi então seguido e interceptado depois de ter tentado roubar mais uma vítima na zona do Campo das Cebolas, tentando no entanto lograr fuga dos Polícias que lhe moveram perseguição, vindo inclusive a embater desenfreadamente com a mota numa outra viatura em circulação, tentando ainda fuga apeada, porém, sem sucesso, sendo manietado e detido logo a seguir.

O suspeito foi então conduzido ao departamento policial onde foi sujeito a múltiplas diligências de recolha de prova que permitiu relacioná-lo com mais de uma dezenas de ilícitos violentos por toda a cidade de Lisboa. Percebeu-se entretanto que o método de atuação do suspeito, nomeadamente a utilização da mota na prática dos crimes advinha do seu gosto e experiência pessoal em desportos motorizados, dando-lhe ampla mobilidade para selecionar, com oportunidade, as vítimas, e garantido níveis maiores de sucesso na fuga às autoridades.

Neste espaço de tempo o suspeito percorreu várias zonas da cidade de Lisboa, efectuando os ilícitos em zonas centrais como a Av. da Liberdade, Parque Eduardo VII, Avenidas Novas e Carnide, escolhendo sempre mulheres para fazer os roubos por ter como objetivo as malas e seus conteúdos, chegando a andar com a mota em cima dos passeios, abordando as vítimas com violência provocando lesões nos braços das vítimas tendo numa das situações arrastado a vítima pelo chão por esta se ter agarrado à mala. Com os ilícitos auferiu proveitos que ascendem aos 10.000 euros.

O suspeito havia saído do regime de prisão efectiva em Abril deste ano, tendo já sido condenado e cumprido várias penas de prisão pela prática de roubos violentos, por esticão e com recurso a veículo motorizado.

O detido foi presente no Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa sendo-lhe aplicada a medida de coação de Prisão Preventiva.