Neste seu ansiado regresso ao nosso país, para apresentar o seu mais recente álbum Love Medicine, Noa promete revisitar os mais altos momentos de uma carreira sem mácula que ainda promete muito futuro apesar de todas as incríveis conquistas já realizadas.

 

 

Uma década após ter representado o seu país no Festival Eurovisão da Canção ao lado da cantora árabe Mira Awad, Noa goza hoje de um vasto reconhecimento internacional expresso não apenas nos aplausos da crítica à sua já considerável discografia – conta já uma dezena de álbuns de estúdio e mais um punhado de gravações ao vivo -, mas sobretudo às suas arrebatadoras apresentações de palco.

 

 

Noa é uma artista que acredita que a música pode ajudar a curar as maleitas do mundo. Talvez por isso, Noa já subiu a palcos para cantar para presidentes, até para o Papa, num evento em Cracóvia, na Polónia, visto por mais de dois milhões de pessoas. Para uma cantora que já fez scat ao lado de George Benson, que já dividiu atenções com Sting e Stevie Wonder parece mesmo não haver impossíveis.