Piece of Cake pretendem trazer “Uma nova visão. Um novo Rock”.

A banda Piece of Cake editou em formato digital “Fears on Fire” no dia 03 de Junho e o Infocul entrevistou a banda para conhecer melhor o projecto e o que pretendem transmitir ao público.

Piece Of Cake são uma banda Portuguesa que funde uma grande variedade de influências musicais, passando do rock ao tradicional.

 

 

Lito Pedreira (baterista e produtor) reuniu os músicos Pedro Henrique (voz), o Ivan Pedreira (baixo Elétrico) e o Rodrigo Almeida (guitarra elétrica) e gravam o primeiro disco de originais “Fears on Fire”. Mário Peniche passa a integrar a banda como baixista em 2016.

 

 

Para se compreender o conceito de “Piece Of Cake” terá de se descrever que os estilos musicais que se fundem nesta banda, são estilos que estão ligados intrinsecamente por uma origem comum. A versatilidade de “Piece of Cake”, leva-nos ao encontro de outras sonoridades, sem nunca perder a sua verdadeira essência.

 

 

Apresentamos de seguida a entrevista na integra efectuada com a banda:

 

 

De onde surge a ideia de juntarem várias influências nas vossas sonoridades?

 

Não foi realmente premeditado. Mas sem nenhuma ideia pré concebida a nível de estilo musical, fui buscar as milhares de ideias e influências que guardei ao longo dos anos e resolvi finalmente explorá-las.

 

 

Quando surge a ideia de criar este projecto?

 

Os Piece of Cake nasceram em 2014. Altura em que decidi formar a banda. Os Piece of Cake nasceram da minha vontade e necessidade de me expressar pela música, que na realidade era uma vontade já muito antiga, mas que por várias razões, nunca se tinha proporcionado, ou porque estava em Tour ou porque estava em estúdio a gravar para outros projectos e acabei por nunca ter tempo…

 

 

Controverso, profundo, com uma linguagem provocadora e romântica, descrevem assim o vosso trabalho. Como se consegue reunir todas estas características num único disco?

 

Penso que pela nossa sonoridade, pelos sons que escolhemos, pelas letras fortes, a musicalidade e a energia que passamos. Essencialmente tentamos passar uma mensagem de esperança e força. Não escolhemos os caminhos óbvios e o disco acaba por ser uma viagem desde o primeiro tema até ao último.

 

 

Partindo do rock, não se amarram apenas a essa sonoridade. Liberdade é uma das características do vosso projecto?

 

Sim, o nosso som passa essencialmente pelo Rock, mas também anda misturado com a Eletrónica e World Music. Nós não vamos ficar presos a um único estilo musical, vamos seguir a nossa inspiração.

 

 

O que podem trazer de novo à musica portuguesa?

 

Uma nova visão. Um novo Rock. 

 

 

Como analisam o actual momento da musica em Portugal?

 

A qualidade é muita, nós temos bandas novas e músicos com uma qualidade tremenda, tanto em questões técnicas como em criatividade. Na minha opinião para os projetos novos, as oportunidades não são muitas, a juntar a falta de investimento e de apoios o que torna tudo um pouco mais complicado. 

 

 

E do rock em particular?  

 

O Rock está a renascer.

 

 

O que podem já divulgar a nível de espectáculos?

 

Estamos a fechar os primeiros concertos, e em breve teremos mais novidades.  

 

 

Qual a principal mensagem que tentam transmitir com este trabalho?

 

Uma mensagem de esperança, de não desistirem dos vossos sonhos, e de muita energia positiva.

 

Onde podem os interessados acompanhar o vosso trabalho?

 

Nas principais redes sociais. www.facebook.com/pieceofcake.artist  e também nas pagina da nossa Editora, a Farol Musica.  www.facebook.com/farolmusica

 

 

Para quem nunca vos ouviu como convidam a conhecer o vosso trabalho?

 

Convidamos todos a ver um concerto nosso, é ao vivo que nos conseguimos ligar e comunicar com o público e que mostramos a nossa garra.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6805 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador