A Plataforma das Artes e da Criatividade de Guimarães acolhe peça que junta malabarismo, dança e teatro

o-cao

 

“O Cão que Corre Atrás de Mim ( E O Avô Elísio à Janela” é um espectáculo que junta malabarismo, dança e teatro na Plataforma das Artes no âmbito da programação do Serviço Educativo. O texto é um original de Isabel Minhôs Martins, Filipe Caldeira é quem dá o corpo a esta peça.

 

 

Nos dias 22 e 23 de Outubro, às 16:00 e às 11:00,respectivamente, a Black Box da plataforma das artes e da criatividade de Guimarães acolhe um espectáculo pensado para crianças a partir dos 5 anos mas também vai ser um deleite para os adultos. Só precisam de ter imaginação.

 

 

Este espetáculo é um retrato-memória da infância escrito a quatro mãos (duas que não param quietas; outras duas que as acompanham e observam), em que há espaço para o medo, o risco, a rua, um cão que ladra (e talvez morda) e um avô à janela capaz de nos proteger pelo canto do olho. “Caco, porque estás a trepar?”, Perguntava o meu avô Elísio. “Porque me chamo Caco, Caco, Caco…”, dizia eu a imitar o eco. O meu nome atirado contra uma montanha partir-se-ia em mil bocados. Quero dizer, em cacos. Talvez não seja o nome mais respeitável do mundo. Um nome que é um pedaço de uma coisa partida. Mas é meu.” Este Caco é aqui Filipe Caldeira que, com este espetáculo, nos mostra o seu mundo de criança.

 

 

O cenário é simples, poucos objetos são necessários quando se tem de sobra a imaginação. O espetáculo junta malabarismo, dança e teatro,e faz as delícias de miúdos e graúdos. É no mundo mágico das crianças que vamos falar de coisas importantes a brincar. No fim do espetáculo, há a garantia de que voltamos ao “nosso mundo” bem mais felizes do que quando saímos dele, independentemente da idade.

 

 

Este é um espectáculo para crianças que vai deliciar os adultos.