Benfica-Vitória SC: Águias voaram bem alto e golearam

4 – 0

Vitória SC

Anotações Importantes
4ª Jornada da Liga Portugal Betclic

Estádio da Luz
Localidade: Lisboa
Morada: Lisboa
Lotação: 65.000

Emissão
02/09/2023
BTV
20:30

Timeline
11′17′18′30′33′40′45+4′4659′79′90+4
Autogolo de Jorge FernandesCartão amarelo a Tiago SilvaCartão Vermelho a João MendesCartão amarelo a BahGolo de Di MariaCartão amarelo a JotaGolo de KokcuGolo de AursnesCartão amarelo a OtamendiCartão amarelo a HandelCartão amarelo a Afonso Freitas
Aursnes
João Mário
Otamendi
Samuel SoaresKokcu
António SilvaRafaMusa
João Naves
Bah
Di Maria
Miguel Maga
André SilvaTiago SilvaJorge Fernandes
Dani SilvaBruno Varela
João MendesManu
Jota
Mikel
Afonso Freitas
Benfica|Vitória SC
Samuel SoaresBruno Varela
BahJorge Fernandes
António SilvaManu
OtamendiMikel
AursnesMiguel Maga
João NevesTiago Silva
KokcuDani Silva
Di MariaJoão Mendes
RafaAfonso Freitas
João MárioJota
MusaAndré Silva
TreinadorRoger SchmidtPaulo TurraTreinador

Texto: Rui Lavrador
Fotografias: Diogo Nora

Onzes titulares:

Benfica: Samuel Soares, Bah (João Victor, 65), António Silva (Tomás Araújo, 89), Otamendi (Morato, 83), Aursnes, João Neves, Kokcu, Di Maria, Rafa, João Mário (Neres, 65), Musa (Arthur Cabral, 83).

Vitória SC: Bruno Varela, Jorge Fernandes, Manu, Mikel (André André, 83); Miguel Maga (Zé Carlos, 45), Tiago Silva (Handel, 45), Dani Silva, João Mendes, Afonso Freitas; André Silva (Nelson da Luz, 58) e Jota (Safira, 70).

Suplentes:

Benfica: Trubin, Morato, Neres, Arthur Cabral, Tengstedt, Chiquinho, João Vicyor, Tomás Araújo e Florentino.

Vitória: Charles, Tomás Ribeiro, Handel, Safira, Nelson da Luz, André André, Adrian Butzke, Zé Carlos e Tounkara.

Benfica e Vitória SC defrontaram-se no Estádio da Luz, este sábado, para a 4ª jornada da Liga Portugal Betclic.

As equipas encontravam-se separadas por 3 pontos, com vantagem para os vimaranenses, que lideravam a liga antes do jogo.

Schmidt manteve o sistema, mas apresentou João Neves no meio-campo e Musa no ataque, deixando Florentino e Arthur Cabral no banco.

O Vitória apresentou-se na Luz num 3x5x2 camaleónico, com variações em 3x4x1x2 e 5x3x2.

O Vitória entrou muito bem no jogo e foram da equipa minhota, as primeiras jogadas ofensivas, até que aos 7 minutos atirou uma bola ao poste, embora a jogada fosse invalidada por fora-de-jogo.

Antes, aos 6 minutos, Di Maria em boa posição, sobre a meia-direita e dentro da área, rematou frouxo para defesa fácil de Bruno Varela.

O primeiro golo do jogo surgiu aos 11 minutos, com um autogolo de Jorge Fernandes. Cruzamento de trivela de Di Maria a partir da direita, o defesa tentou cortar a vola de cabeça e acabou por a colocar na própria baliza, traindo o movimento de Bruno Varela. Benfica em vantagem e primeira grande explosão de alegria nas bancadas.

Aos 15 minutos, Musa ganha bem a posição à entrada da área, avançou pela meia-esquerda e rematou fortíssimo, mas ao lado, quando João Mário e Rafa pediam a bola na zona central e em melhor posição para finalizar com êxito. Grande passe de João Mário a desmarcar Musa.

Aos 18 minutos, expulsão de João Mendes, para o Vitória, após entrada despropositada e perigosa sobre Otamendi. Vermelho directo.

A partir deste momento, o Vitória recusou linhas e deu iniciativa de jogo ao Benfica, com a equipa encarnada a trocar muito a bola entre os seus jogadores, com variações de flanco e trocas posicionais entre os elementos do meio-campo e ataque.

Aos 33 minutos, o Benfica duplicou a vantagem com golo de Di Maria. João Mário faz mais um passe soberbo e desmarca Rafa, este assistiu Di Maria que teve apenas de encostar.

Com pleno domínio e controlo sobre o jogo e o adversário, o Benfica marcou ainda mais um golo antes do intervalo. Aos 45+4, Di Maria assistiu Kokcu, que à entrada área atirou uma bomba colocadíssima, sem hipóteses para Bruno Varela.

O Benfica foi para o intervalo a vencer 3-0, beneficiando da expulsão do jogador do Vitória, para dominar o jogo a seu bel-prazer.

O Benfica entrou na segunda parte a todo o gás e marcou o 4-0, por Aursnes, ainda nem um minuto tinha decorrido. Rafa isolou João Mário, Bruno Varela defendeu, o ressalto sobrou para a entrada da da área, no lado esquerdo e Aursnes aplicou um remate que só parou no fundo das redes.

Aos 51, Aursnes foi à linha de fundo, cruzou atrasado e Musa atirou à barra.

Aos 53 minutos foi a vez de João Neves ficar perto do golo. Remate forte e colocado, de fora da área, que passou muito próximo do poste da baliza defendida por Bruno Varela.

Aos 56 minutos, Rafa acelerou pelo meio-campo, desmarcou João Mário e este atirou rasteiro para uma grande defesa de Bruno Varela, para canto.

Benfica a jogar bem e a beneficiar do adversário ter menos um jogador e ter recuado no campo, de modo a ter as linhas mais juntas.

O Benfica continuou a fazer aproximações perigosas à área vimaranense, mas fosse pela definição da jogada, fosse pela pontaria, não marcou.

Marcou o Vitória aos 75 minutos, por Nelson da Luz. Porém, após análise do VAR, foi assinalada a falta de Nelson da Luz sobre Samuel Soares, algo visível nas imagens.

Roger Schmidt foi aproveitando o jogo para refrescar os jogadores mais utilizados e dar minutos a Morato, João Victor, Neres (que recebeu soberba ovação), Tomás Araújo e Arthur Cabral.

Na equipa vimaranense, as substituições serviram para dar alguma velocidade na frente e refrescar os restantes sectores.

A segunda parte teve um Benfica a controlar, um Vitória resignado.

O resultado final ajusta-se ao que aconteceu em campo.

Árbitro: Nuno Almeida
Árbitros Assistentes: Hugo Ribeiro e Francisco Pereira
4º Árbitro: Anzhony Rodrigues
VAR: André Narciso
AVAR: Vasco Marques

Assistência: 60.410 espectadores.

Disciplina: Cartão amarelo a Tiago Silva (11), Bah (30), Jota (40), Otamendi (59), Handel (79), Afonso Freitas (90+4). Cartão vermelho a João Mendes (18).

Golos: Jorge Fernandes (Autogolo, 11), Di Maria (33), Kokcu (45+5), Aursnes (56).

Siga-nos no Google News

Artigos Relacionados