Domingo, Outubro 24, 2021

Big Brother: A Pipoca Mais Doce odeia um concorrente e ama outro

Big Brother: A Pipoca Mais Doce odeia um concorrente e ama outro

Big Brother: A Pipoca Mais Doce odeia um concorrente e ama outro, tendo revelado a identidade de ambos.

No final da gala de domingo, a primeira em que participou nesta edição, Ana Garcia Martins, conhecida como A Pipoca Mais Doce, falou aos jornalistas.

Sobre a dispensa de Quintino Aires, depois dos polémicos comentários, disse: “O Quintino disse o que achava pertinente. Continua a manter a sua ideia. As pessoas não aceitaram. Estamos numa era em que as pessoas estão mais conscientes e alerta, por estarem permanentemente nas redes sociais. Isso faz com que sejam mais exigentes e nestas coisas das causas não deixam passar nada”.

Recorde-se que a polémica estalou quando Quintino Aires descreveu Bruno Almeida como “um miúdo irresponsável” e “uma bicha desocupada, a achar-se o herói da rotunda e que foi acabar com a discriminação contra a homossexualidade”.

Enquanto comentadora, e falo por mim, tento ser honesta, verdadeira e espontânea. Sei que tenho de ser moderada. Há coisas que às vezes me passam pela cabeça, mas sei que não as posso dizer como gostaria. Este papel exige-nos ter filtro”, acrescentou Ana Garcia Martins.

Sobre os concorrentes desta nova edição, foi clara sobre o agrado que as novas dinâmicas lhe provocam: “Esta edição traz novidades, como poderem discutir técnicas e táticas, além de falarem de nomeações. As provas são mais duras e desafiantes. Eles são uns estrategas e estão a fazer uma boa leitura do jogo”.

Ter feito uma pausa televisiva foi bom para recuperar energias. O ‘BB’ é um programa muito exigente, obriga a estar atento ao que se passa na casa, fazer juízos de valor sobre os concorrentes, o que nem sempre agrada às pessoas e estas reagem. São três meses e meio de tensão”, acrescentou sobre o seu regresso às galas em directo.

E Ana Garcia Martins já tem um certo ódio de estimação por Bruno Almeida. “Ele é muito intolerante para uma pessoa que defende tantas causas. Pode ser que se transforme.” Já pela positiva, destaca António Bravo: “Gosto dele por amor”. “Agora tenho outro amor que é o António da Maria da Conceição. De repente ele passou a ser o amor de Portugal, depois dela ter confessado que tinha dificuldade em dizer que o amava. Eu tenho dois amores! Dois Antónios!”, disse, divertida.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
114InscritosInscrever