Sábado, Dezembro 4, 2021

Big Brother: Concorrentes Gays com discussão forte sobre humilhação e rebaixamento

Big Brother: Concorrentes Gays com discussão forte sobre humilhação e rebaixamento

Big Brother: Concorrentes Gays com discussão forte sobre humilhação e rebaixamento, que aqueceu os ânimos durante a tarde de ontem.

Bruno é um activista LGBT e António é também homossexual. Ambos já por várias vezes abordaram a questão da discriminação, da humilhação e da igualdade.

Porém, ontem discutiram fortemente porque Bruno considera que António humilha as pessoas com as suas piadas.

Durante uma dinâmica de grupo, em que tinham de dar conselhos uns aos outros sobre o que devem melhorar, Ricardo apontou a “falta de empatia” de António e para este ter “cuidado com as piadas“: “Algumas pessoas já se sentiram rebaixadas e humilhadas com algumas piadas que ele faz, que da parte poderá não ter maldade (…) mas acho que ter algum controlo no tipo de piada que se faz pode vir a ser benéfico“, disse.

Eu sei que as piadas que eu digo – eu tenho noção disso – que podem ser um bocadinho mais desconfortáveis. Agora, ‘rebaixadas’ e ‘humilhadas’ acho duas palavras um bocado fortes para aquilo que eu faço. Percebo o que é que o Ricardo quer dizer…“, respondeu António.

Quem é que já se sentiu humilhado pelo António?“, perguntou o Big. Ninguém na sala se pronunciou.

Porém, Bruno interveio e iniciou-se uma discussão que não se percebeu inicialmente por a emissão ir para intervalo.

Não percebes porque vimos de sítios completamente diferentes, por isso não percebes”, atirou António.

Então, o teu sítio é um sítio onde as pessoas só dizem mal umas das outras?”, perguntou o ativista.

“Mas desde quando é que só falo mal uns dos outros?“, reagiu António.

O ambiente entre os dois aqueceu e António irritou-se: “Ou és limitado ou não estou a perceber!“.

Também vou ser básico“, retorquiu Bruno, aludindo à recente discussão entre António e Ricardo.

Bruno considera que António acha que está acima do grupo.

António não tolerou as acusações e defendeu-se: “Estás-me aqui a dizer que eu não te percebo ou que te mando abaixo, ou quando estás em baixo mando-te mais abaixo. E vou gritar aquilo que for preciso para tu te calares! Muitas das vezes que tu estás abaixo, quando vou fazer piadas ao pé de ti, não é para te mandar abaixo, é para te fazer rir (…) e tu vens para aqui dizer que eu só sei é rebaixar ainda mais, dizer mal de toda a gente, não sei apontar qualidades em cada um…“.

Não disse absolutamente nada disso. É muito complicado aqui fazer passar uma mensagem. (…) Eu digo uma coisa e a pessoa interpreta outra. (…) Acho que tu dizeres o tempo todo, com uma prepotência, de que ‘eu tenho tolerância para com as pessoas’ e dizeres com um orgulho, é uma coisa que me constrange…“, contrapôs Bruno.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
123InscritosInscrever