Terça-feira, Novembro 30, 2021

COVID-19: Novas medidas anunciadas pelo governo

COVID-19: Novas medidas anunciadas pelo governo

COVID-19: Novas medidas anunciadas pelo governo, que entram em vigor a 1 de Dezembro e na primeira semana de Janeiro.

António Costa, primeiro-ministro de Portugal, anunciou hoje as medidas adicionais no combate à COVID-19.

O Governo refere que a máscara vai ser obrigatória em espaços fechados e o certificado digital também vai ser obrigatório para entrar em restaurantes, hotéis e ginásios. 

Certificado digital:: Passa a ser exigido certificado para frequentar restaurantes, estabelecimento turísticos e hoteleiros, eventos e espetáculos com lugares marcados e para ginásios.

O teletrabalho é sempre que possível recomendável para evitar excesso de contactos. 

Testagem obrigatória: Para visitas a lares, para visitas a doentes internados em qualquer estabelecimento de saúde, em todos os grandes eventos, de qualquer natureza, que aconteçam em lugares improvisados, sem lugares marcados e em todos os recintos desportivos, cobertos ou ao ar livre. É também obrigatório teste negativo para entrar em discotecas e bares.

Voos: É obrigatório apresentação de testes negativos para todos os passageiros de voos com destino a Portugal. O primeiro-ministro realça que as companhias de aviação que não cumpram as novas regras serão fortemente sancionadas. “Constantamos que as companhias não têm cumprido a sua obrigação, passaremos a aplicar coima de 20 mil euros por cada passageiro desembarcado em território português (que não esteja devidamnete testado), disse.

Entre os dias 2 e 9 de janeiro
A semana seguinte à passagem de ano, entre os dias 2 e 9 de janeiro, teremos semana de contenção de contactos para que limitem os contactos fora do universo familiar. 

As discotecas estarão encerradas neste período e o teletrabalho passa a ser obrigatório.

Vai haver também um mudança no calendário escolar adiando o início do segundo período para 10 janeiro. Este adiamento será compensado com redução no período da interrupção do carnaval (dois dias) e restante nas férias da Páscoa, isto é dois dias no Carnaval e três na Páscoa. 

Para além desta recomendações o Conselho de Ministros aprovou elevar o nível de alerta para situação de Calamidade, a partir de dia 1 de dezembro.

O primeiro-ministro refere que as medidas são recomendações gerais e realçou que sempre que possível devemos fazer autoteste, antes de nos juntarmos ás famílias, nomeadamente antes do Natal e Ano Novo.

Destaca-se ainda o anúncio do reforço da vacinação.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
120InscritosInscrever