Cristina Ferreira sobre sucesso do Big Brother: “O grupo tem aqui algumas pessoas que despertam muita curiosidade”

Cristina Ferreira sobre sucesso do Big Brother: "O grupo tem aqui algumas pessoas que despertam muita curiosidade"

Cristina Ferreira sobre sucesso do Big Brother: “O grupo tem aqui algumas pessoas que despertam muita curiosidade”, disse aos jornalistas.

Cristina Ferreira é uma mulher feliz com os resultados alcançados pelo Big Brother Famosos e também com o impacto que o programa tem tido no público.

O grupo tem aqui algumas pessoas que despertam muita curiosidade para verem como reagem no dia-a-dia e depois fomos todos surpreendidos, de facto, pela forma como eles entraram no jogo, até depois o próprio Leandro vir baralhar ainda mais o jogo que estava instalado já dentro da casa, tudo isso fez com que todos os dias houvesse algum acontecimento de que se falasse na rua e portanto, isso provocou os números que nós vimos e que nos deixam muito felizes“, disse aos jornalistas, no final da gala de ontem.

Sobre o facto de não ter existido nenhum dia morno, durante a primeira semana dentro da casa, disse que se deve ao facto dos concorrentes despertarem curiosidade.

Esperemos que assim aconteça até ao final deste Big Brother, que isto muitas vezes tem a ver com as dinâmicas de grupo. Nós não sabemos como as pessoas se comportam até estarem verdadeiramente lá dentro, temos aqui pessoas que têm surpreendido muito. O Twitter e a Internet agradecem, o facto de eles terem momentos muito divertidos e também momentos de alguma tensão. Nisso acho que houve um grande equilíbrio, entre aquilo que foram os momentos de felicidade e aquilo que foram os momentos mais tensos“, explicou.

Sobre a saída de Hugo Tabaco, não se mostrou surpreendida.

A partir do momento em que ele foi nomeado, várias pessoas diziam isso. Até por, como eu lhe disse aqui, ele era o menos conhecidos dos famosos. É muito conhecido no meio, mas pouco conhecido para o público. Mas ele poderia ter invertido essa noção que o público tinha“, disse.

E a própria Pipoca não achou grande piada que ele tivesse pedido para o nomearem, às vezes é mesmo na gala que as coisas se invertem, e neste grupo há uma atitude que pode mudar tudo no jogo e isso é muito interessante de saber e acompanhar“, acrescentou.

Por fim, deu outro exemplo, como o dilema em que Marta Gil impediu Laura Galvão de ouvir a voz da sua filha, por não querer passar 24 horas com o Leandro.

A Marta que teve aqui a coragem de tomar uma decisão que não era a expectável, por parte de toda a gente, é óbvio que terá consequências dentro da casa à conta disso, mas se isto é um jogo, vamos ter jogadores sem medo. E acho que temos ali muito disso“, explicou.

Artigos Relacionados

Siga-nos nas redes sociais

23,900FãsCurtir
154SeguidoresSeguir
127InscritosInscrever