Casino Estoril: Duarte esteve excelente e Carmo Moniz Pereira mostrou potencial

arrowarrow


O Lounge D do Casino Estoril recebeu esta quarta-feira, uma noite de Fados com Carmo Moniz Pereira e Duarte a darem voz à canção nacional.

As “Quartas de Fado” receberam esta semana no palco do Lounge D do Casino Estoril, os fadistas Duarte e Carmo Moniz Pereira, destacando-se a garra da jovem fadista e a beleza vocal e interpretativa de Duarte.

 

Carmo Moniz Pereira teve a responsabilidade de abrir a noite e mostrou-se nervosa e pouco segura nos primeiros fados. Melhorou com os tímidos aplausos e foi subindo o nível da sua actuação terminando a sua primeira parte em plano aceitável.

Na segunda parte mostrou todo o valor que lhe é reconhecido, com uma voz segura e limpa, sem grande extensão, mantendo uma afinação constante. Do seu reportório constam “Ate parece mentira”, “Amor sou tua”, “Vou la ter” ou “Festa de Lisboa”.

 

Duarte é um caso impar de sensibilidade interpretativa. “Sem dor nem piedade” é o nome do seu mais recente disco e também a sua forma de estar em palco. Entrega-se por inteiro, à medida que vai destilando a sua voz, tal e qual se faz com um bom vinho, saboreando calmamente e sentindo-nos especiais por apreciar momentos de Fado, emocionais, provocadores de sentimentos embalados pelas letras cantadas pelo artista.

 

No Casino Estoril apresentou um reportório no qual constaram temas como “Vai de roda”, “Fado Escorpião”, “Boa sorte ou despedida” ou quadras de Fernando Pessoa.

 

O público rendeu-se ao seu talento e pediu-lhe que cantasse mais um tema, sem encore, cantou, agradeceu e fechou em grande uma noite de Fado, sentimento e alma que a todos agradou no Casino Estoril.

 

A acompanhar os fadistas estiveram Bernardo Romão e João Quadros na guitarra portuguesa e Luis Roquette na viola de fado com o brilhantismo habitual.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6333 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.