Em plena época de comemoração de alguns dos seus grandes sucessos, com a reedição da banda sonora de “As Virgens Suicidas” e recordando o pop etéreo e a eletrónica sedosa que marcaram a carreira depois de “Moon Safari”, Nicolas Godin e Jean-Benoît Dunckel estão de regresso.

 

Embaixadores estabelecidos da elegância pop, usam o french touch mais inquieto e a electrónica sútil como ponto de partida para construir imponentes sinfonias lunares. Vinte anos após a sua formação, o duo de Versailhes continua a ser uma das grandes referências da música francesa graças a trabalhos como “10.000 Hz Legend”, “Talkie Walkie” e “Love 2”.

 

 

Além dos projectos paralelos, como Darkel, lançaram em 2012 “Le Voyage Dans La Lune”, banda sonora moderna para o clássico cinematográfico de Mèliés. Em 2014, surpreenderam com “Music For Museum”, um EP inspirado nas obras de arte do Palácio de Belas Artes em Lille.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6686 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.