“Identidade F”: Almada rendida ao Fado e Flamenco num espectáculo intenso

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider

“Identidade F” esgotou este domingo o Auditório Fernando Lopes Graça no Fórum Municipal Romeu Correia em Almada. Um espectáculo da autoria de Marta Chasqueira que junta o melhor de dois mundos: Fado e Flamenco.

 

Marta Chasqueira levou este domingo “Identidade F”, de Fado e Flamenco, a Almada e numa conjugação perfeita entre dois dos maiores símbolos culturais de Portugal e Espanha, proporcionou durante uma hora, um espectáculo arrebatador.

 

 

 

Neste espectáculo Marta Chasqueira, bailarina profissional e mestre na arte de flamenco, contou em palco com os fadistas Miguel Ramos, Sara Correia e Diana Vilarinho. André Santos na viola de fado e Bruno Mira na guitarra portuguesa foram os instrumentistas de serviço.

 

 

 

A alma lusitana expressa na voz dos fadistas e no trinar da guitarra portuguesa acompanhados pelo vigoroso sapateado do flamenco em conjunto com imagens também elas transmissoras dos sentimentos inerentes a estes dois géneros fizeram o público viajar das vielas de Alfama às “calles” andaluzes.

 

 

 

Sara Correia há muito deixou de ser uma promessa, sendo uma certeza da nova geração fadista. Uma voz potente, afinada e que modela a seu gosto chegando facilmente ao público. Diana Vilarinho é uma fadista elegante na postura em palco que se solta quando canta enchendo a alma e o ouvido de quem assiste.

 

 

 

Mas neste espectáculo foi Miguel Ramos quem colocou o público por várias vezes num alvoroço. “Lindo”, “Há Fadista” ou aplausos prolongados foram uma constante aquando da sua presença em palco. A sua voz grave causa impacto mas foi aquando dos “pianinhos” que o público foi ao rubro.

 

 

 

Marta Chasqueira, como ontem referimos aquando da análise ao espectáculo “Sola”, é uma bailarina de excelência. Os seus movimentos transmitem paixão, dor, sensualidade, mas o que mais cativa é a alma e a garra que coloca em tudo o que faz. E claro, o amor, que tem pela dança, pela arte, pela cultura. Neste espectáculo contou ainda com duas bailarinas em momentos específicos, Sheila Silva e Matilde Pereira.

 

 

 

Bruno Mira e André Santos foram também virtuosos na guitarra portuguesa e viola de fado respectivamente.

 

 

 

Por entre fados tradicionais e flamenco ainda a destacar as palavras de Miguel Ramos, “este espectáculo de hoje é dedicado a um amigo que já nos deixou, Emídio Leitão, de quem um dos filhos, Henrique Leitão, faz parte deste espectáculo”. Num espectáculo de sentimentos, a amizade esteve obviamente presente.

 

 

 

Durante os meses de Fevereiro e Março, "Identidade F" estará em digressão com espectáculos no Teatro-Cine de Pombal, dia 27 de Fevereiro, às 21:30 (com Marta a ser acompanhada por Diana Vilarinho, Miguel Ramos e Henrique Leitão na voz, João Silva na viola de fado e Henrique Leitão na guitarra portuguesa), no Cine-Teatro de Sobral de Monte Agraço, dia 5 de Março, às 21:30 (com Joana Melo, Diana Vilarinho e Miguel Ramos na voz, André Santos na viola de fado e Bruno Mira na guitarra portuguesa) e no Cine-Teatro de Torres Vedras, dia 30 de Março, às 14:00 (com Diana Vilarinho, Miguel Ramos e Henrique Leitão na voz, João Silva na viola de fado e Henrique Leitão na guitarra portuguesa).

Partilhar
  • 137
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    137
    Shares

Notícia publicada a 31/01/2016


About the author /


Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

_