Documentário de Carlos Fraga em antestreia no Museu do Oriente

A comunidade macaense residente em Lisboa é a protagonista do documentário de Carlos Fraga, Macaenses em Lisboa, ilusão ou realidade, com antestreia marcada para 10 de Janeiro, domingo, às 17:00, no Museu do Oriente, numa sessão de entrada gratuita.

A contextualização desta comunidade tem merecido, ao longo dos tempos, várias abordagens e significados. A própria declaração da afirmação étnica não tem sido pacífica, quer por quem a estuda, quer por quem a ela diz pertencer, tornando o tema aliciante e num caso de singularidade.


A possibilidade de um documentário sobre os macaenses em Lisboa perfila-se, na opinião do realizador espanhol, “como uma aproximação ao tema, de forma a ouvir e registar, na boa tradição antropológica de dar ‘voz’ aos envolvidos e trazer para o palco da actualidade a questão transversal de qualquer estudo/abordagem das etnicidades. Quem são? E o que são? As respostas, essas, serão porventura múltiplas e diversificadas”.


Esta sessão especial será apresentada por Nilton e conta com actuações de Rão Kyao, com Lu Yanan e do grupo A Outra Banda, que interpretarão temas da banda sonora.

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6771 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.