Lisboa despediu-se de 2015 com Trovante e recebeu 2016 com Richie Campbell

Lisboa recebeu 2016 com um extraordinário espectáculo pirotécnico que iluminou os céus da capital depois de um concerto de grande nível dos Trovante e antes de Richie Campbell contagiar a multidão com o seu reggae.

 

A Câmara Municipal de Lisboa preparou para o final de ano no Terreiro do Paço um espectáculo de fogo de artificio intitulado “On the Dance Floor” que teve como principal objectivo a recriação de uma pista de dança ao ar livre com banda sonora concebida especificamente para este espectáculo pelo DJ Mastiksoul.

Antes do espectáculo de pirotecnia, houve espectáculo no palco montado numa das mais belas praças da cidade, com Trovante, banda liderada por Luís Represas A comemorarem 40 anos de carreira, os Trovante depois de terem actuado nas Festas do Mar em Cascais em Agosto passado, voltaram a reunir-se em palco no réveillon de Lisboa. Como disse Luís Represas no final do segundo tema “é muito bom quando nos voltamos a encontrar em cima do palco, é sinal que nos voltamos a encontrar com vocês”.

A performance destes “veteranos” em palco é de uma elegância, de uma simplicidade e de um saber estar, só ao alcance dos grandes artistas e que foi um dos motivos pelos quais colocaram uma fasquia bem alta, qualitativamente, na música portuguesa.

Com um alinhamento inteligente, com os temas mais aclamados pelo publico, a banda conseguiu criar uma excelente ligação com a assistência. No final de cada tema, eram ruidosos os aplausos de um público eclético que ia dos 08 aos 80.

“Namoro”, “Devagar”, “Ser Poeta” de Florbela Espanca, “Menina das sete saias”, “Molinera” uma lembrança da sua estadia em Cuba ou ” 125 Azul” foram interpretados com extraordinária beleza, com destaque para o acompanhamento instrumental. “Ai Timor” proporcionou talvez o momento mais arrepiante e emotivo da actuação.

José Salgueiro na bateria, Fernando Júdice no baixo, José Martins nos teclados, Artur Costa nos sopros, João Nuno Represas nas percussões, Manuel Faria no piano, João Gil na guitarra e Luis Represas na voz mostraram que estão melhores que nunca. Que venham mais reencontros.

Numa “noite de fim de ano fantástica” como referiu Represas, seguiu-se o espectáculo pirotécnico que fez centenas de pessoas pegarem nos telemóveis, maquinas fotográficas ou qualquer outro objecto que permitisse filmar ou capturar os momentos que deram um brilho ainda maior a Lisboa neste inicio de 2016.

Pouco depois do final do espectáculo pirotécnico subiu a palco Richie Campbell que com a sua habitual energia e garra desde logo agarrou o publico que se mostrou conhecedor do trabalho da artista acompanhando-o em muitos dos temas.

Richie Campbell é actualmente o nome maior do reggae em Portugal, e tem construído um percurso muito interessante internacionalmente participando em bastantes festivais de nomeada e trabalhando com nomes consagrados do reggae mundial.

Neste espectáculo apresentou alguns temas do seu mais recente disco, mas também alguns hits como “That’s How We Roll”. O artista afirmou “não podia pedir um inicio de ano melhor que actuar na minha cidade para tanta gente

Após breve encore ainda regressou ao palco para fechar em grande a noite de réveillon lisboeta.

Nota: Fotografia retirada do Facebook Oficial da Câmara Municipal de Lisboa

 

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6750 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.