A 6.ª edição do Festival Fado Madrid está de regresso aos Teatros del Canal nos dias 24, 25 e 26 de Junho, com a temática “Fado e outras músicas”. Esta edição conta com um cartaz de luxo composto por Ana Moura, António Zambujo e Cuca Roseta. Os bilhetes já se encontram à venda nos locais habituais.

 

Após o êxito das passadas cinco edições o Festival promete brindar Madrid com o melhor da cultura portuguesa, levado a cabo por três grandes artistas cujo sucesso se estende por todo o mundo. Ana Moura (24 de Junho), António Zambujo (25 de Junho) e Cuca Roseta (26 de Junho) que actuam pelas 20:30.

 

 

Para além de concertos o Festival oferece ainda a exibição de filmes portugueses, um ciclo de conferências e uma exposição representativa do Fado. De 24 a 26 de Junho, entre o Teatros del Canal e La Filmoteca Nacional – Cine Doré, os visitantes vão poder assistir a uma diversidade de actividades relacionadas com o tema desta edição: “Fado e outras músicas”.

 

 

A exposição “Estar com Paredes” mostra a biografia e carreira do guitarrista Carlos Paredes, desde a sua infância e adolescência, destacando a sua carreira e discografia. Uma exposição marcada pela sonoridade das suas composições, testemunhos e ainda dezenas de entrevistas.

 

 

Já o ciclo de conferências terá como temas “Fado floral e universal” a cargo da fadista Mísia e “Inventores e reinventores do Fado” a cargo de Rui Vieira Nery. O festival conta também com exibições de filmes. Em mostra estará “Mísia, a voz do Fado” de Carmen Castilho, que vai dar a conhecer imagens inéditas da artista, e “Movimentos Perpétuos”, de Egdar Pêra, um documentário dividido em 17 “movimentos”, uma homenagem à vida e obra de Carlos Paredes.

 

O Festival Fado Madrid tornou-se uma referência a nível mundial para este género musical, sendo hoje a maior mostra de Fado no mundo.

 

 

Ana Moura será acompanhada em palco por Ângelo Freire na guitarra portuguesa, Pedro Soares na viola de fado, André Moreira no Baixo acústico, Mário Costa na percussão e João Gomes nas teclas.

 

 

Ana Moura é a artista portuguesa mais bem sucedida dos últimos anos tanto a nível nacional como internacional. Com cerca de meio milhão de discos vendidos, mais de uma dezena de galardões e prémios tão importantes como dois globos de ouro, um prémio Amália Rodrigues e, em 2015, foi ainda nomeada pelo Presidente da República Portuguesa Comendadora da Ordem Infante D. Henrique. Ana Moura tem passagem garantida no Festival Fado Madrid em 2016, onde vai apresentar a digressão mundial do seu sexto disco de originais, “Moura”.

 

 

António Zambujo sobe a palco com Bernardo Couto na guitarra portuguesa, Ricardo Cruz no contrabaixo, José Conde no clarinete e João Moreira no trompete.

 

 

Com estreia absoluta no Festival Fado Madrid a 25 de Junho, António Zambujo já ultrapassou a marca de 100 concertos na sua tour mundial “Rua da Emenda”. Um disco que ora é viela estreita para amores arraçados de fadista, ora se transforma numa avenida larga para escalas que trazem todo o mundo (Brasil, França, Uruguai, África) para a dimensão maior de um artista português. Em 2015 venceu múltiplos prémios, recebeu o Globo de Ouro para Melhor Intérprete individual e Melhor Canção “Pica do 7”, e foi também condecorado pelo Presidente da República Portuguesa com a comenda de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.

 

 

Cuca Roseta terá Luis Guerreiro na guitarra portuguesa, Pedro Jóia na viola de fado, Frederico Gato no baixo e Vicky Marques na percussão.

 

 

Cuca Roseta é uma das vozes mais impressionantes e cristalinas do Fado moderno. Em 2015 apresentou “Riû” um álbum que recebeu excelentes críticas nacionais e internacionais, produzido por Nelson Motta, o mesmo produtor de Djavan, Elis Regina, Marisa Monte entre outros. No seu mais recente disco “Riû”, Cuca Roseta canta um dueto com Djavan tendo sido acompanhados na composição por Jorge Drexler, Bryan Adams, Ivan Lins, produzindo desta forma um dos discos de Fado mais falado dos últimos tempos.

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6260 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.