“365 Algarve” despede-se do público contando mais de mil apresentações

365 ALGARVE_quadrado

 

A primeira edição do “365 Algarve” finaliza no mês de Maio. Mil apresentações e oito meses depois, a primeira edição deste programa está a chegar ao fim mas o mês de Maio traz ainda mais algumas surpresas. Serão 130 apresentações de 30 eventos, a acontecer em toda a região. De festivais literários a de artes performativas, recriações históricas a eventos de animação do património, cinema, teatro e artes visuais, juntando-se os mais variados géneros musicais.

                        

 

A Companhia de Ópera do Porto apresenta em Portimão (dia 06 de Maio), a ópera “Così Fan Tutte”, de Mozart. Esta foi interpretada pela primeira vez em Viena, na Áustria, em 1790. A moral e os costumes femininos do séc. XVIII, são revelados de forma ao mesmo tempo divertida e terrível nesta obra.

 

 

No fim-de-semana de 06 (Loulé) e 07 de Maio (Castro Marim), o Acordeão d’Alma vai retratar em concerto a alma de acordeonista que ainda hoje é audível no coração de todos os algarvios e que proporciona momentos de invulgar beleza musical e harmonia visual.

 

 

Um festival de jazz também pode ser uma experiência gastronómica gourmet. Isto é o que acontece no Algarve Jazz Gourmet Moments, evento inovador que combina o melhor da música jazz com a excelência da gastronomia e vinhos do Algarve. Concertos de Tom Harrell,  Virginie Teychené e Jane Monheit, ícones do jazz mundial, e momentos gourmet para desfrutar durante três dias (de 12 a 14 de Maio), em Albufeira.

 

 

Os tempos áureos das grandes orquestras já passaram mas o evento Big Bands Battle vai apresentar em palco 40 músicos que vão ser colocados ao despique pela Orquestra de Jazz do Algarve e pela Orquestra Jorge Costa Pinto. Já sabemos quem vencerá esta batalha: os espectadores que se deslocarem a Lagoa (dia 19) e a Faro (20 de Maio). “Segredos de Lucía” é um concerto de homenagem ao genial guitarrista espanhol de flamenco, já falecido, Paco de Lucía, que tem ascendência algarvia. Este espectáculo também acontece a 19 de Maio, em Loulé.

 

 

 

Entretanto, os museus e igrejas do Algarve recebem uma mão cheia de apresentações do Ciclo Guitarras e Património (de 13 a 20) e quatro igrejas do concelho de Olhão são palco de um Festival de Coros de Câmara (de 20 a 28 de Maio).

 

 

 

Mais para o final do mês (dias 26 e 27 de Maio), o acordeão junta-se ao trompete para as últimas três apresentações de “Morphosis”, projecto de Hugo Alves e João Frade e que dá asas à improvisação sobre temas originais escritos a pensar nas potencialidades destes dois icónicos instrumentos.

 

 

 

Na dança são esperadas Interferências em Loulé (26 de Maio). Estas performances resultam de oficinas de pesquisa e criação coreográfica com a comunidade portuguesa e estrangeira.

 

 

A aldeia de Alte (Loulé) vai receber a primeira edição de “Fusos”( Festival de Fusões Artísticas), que acontece de 26 a 28 de Maio. O mote é a fusão entre arte e artesanato, não faltando os apontamentos musicais.

 

 

O Barro Cal – 1.ª Festa-Feira do Barrocal Algarvio, finaliza-se de 26 a 28 de Maio na aldeia de Santo Estevão (Tavira). Esta Festa-Feira inspira-se nos recursos culturais do barrocal, incluindo a música popular e o folclore, os produtos da agricultura tradicional e a gastronomia do barrocal. As visitas guiadas e uma Feira do Barrocal são outros atractivos deste evento.

 

 

Uma dezena de concertos de música erudita e de dança vão ser realizados de 04 a 28 de Maio, em diversas salas de espetáculo algarvias e espaços não convencionais. Estes espectáculos prometem oferecer uma experiência marcante e enriquecedora a residentes e turistas que se encontrem na região. O Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA) vai encerrar em clima de festa o programa “365 Algarve”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.