Carlos Leitão: O Fado “de um alentejano apaixonado por Lisboa” para ver e ouvir no Casino Lisboa

arrowarrow


Com um cariz intimista, as noites de fado continuam a renovar-se no Casino Lisboa. Na próxima Quinta-Feira, 17 de Março, a partir das 23 horas, será a vez de Carlos Leitão estrear-se no Arena Lounge. Em entrevista ao Infocul fez uma antevisão do concerto e deixou um convite ao público.

 

O convite para actuar na sala lisboeta surgiu “salvo erro, em Dezembro. Não quero errar, não vou avançar com uma data. Lançaram-me o desafio, eu conhecia a sala, já lá tinha actuado, fiquei confesso um bocadinho renitente mas depois pensei ‘Why not?’ e dei feedback positivo nesse sentido e estou a preparar as coisas para esse concerto. Aliás estou a começar a preparar as coisas para disco novo e por consequência também para o concerto” começou por nos dizer em entrevista realizada no final de Fevereiro.

 

 

Em noite dedicada à “canção nacional”, Carlos Leitão convida o público a viajar entre Lisboa e o Alentejo, interpretando composições inspiradas na paixão, na melancolia e no amor. O artista revelou-nos em entrevista que o concerto “vai ser baseado no disco “Do quarto” e terá porventura um ou dois temas novos. Porventura…em principio terá”.

 

 

A Arena Lounge é uma sala muito peculiar. Estando Carlos Leitão habituado a locais mais propícios ao Fado, como o Clube de Fado onde actua regularmente, questionámos se haveria uma preparação diferente para este concerto tendo o músico nos informado que “estou a preparar o concerto sob dois vectores. E qualquer um dos dois dependerá sempre da receptividade do público. O meu concerto tem na sua génese, até pela minha própria natureza e a natureza do disco que eu escrevi e compus, tem uma natureza muito intimista. Se eu conseguir criar essa envolvência e as pessoas me ajudarem, não dependerá só de mim naturalmente, se as coisas se conjugarem será o plano A. Caso não se conjuguem haverá um plano B que será baseado na minha abordagem ao público e no próprio reportório. Mas eu gostava muito e quero acreditar que será o plano A, se Deus quiser”.

 

 

Note-se que, Carlos Leitão revelou, bem cedo, uma especial vocação para ser fadista. Estreou-se a cantar aos 10 anos e saiu vencedor na Grande Noite do Fado, no Coliseu dos Recreios.

 

 

O gosto pela escrita foi crescendo e começou, aos 16 anos, a escrever as suas primeiras letras e músicas. Posteriormente, com 24 anos partiu definitivamente para o Alentejo onde se dedicou por completo à música.

 

 

Músico e intérprete, Carlos Leitão já havia consolidado, em 2013, o seu percurso artístico quando gravou o álbum “Do Quarto” produzido por Custódio Castelo. O registo discográfico reúne 14 temas inteiramente escritos por si, distribuídos pelas suas músicas e por criações de Custódio Castelo e do chamado Fado Tradicional.

 

 

Neste concerto no Casino Lisboa estará acompanhado em palco pelos “meus companheiros de sempre. O meu irmão Henrique Leitão na guitarra portuguesa e o Carlos Menezes no baixo” disse.

 

 

Convidado pelo Infocul.pt a revelar os motivos pelos quais deveria o público a assitir a este concerto respondeu de forma genuina, a mesma como toca, canta e esceve: “Epá, eu não quero parecer presunçoso, mas há uma coisa que tenho a certeza e digo desde o primeiro dia, bem ou mal ter-me-ão inteiro no palco, sempre, pela génese do trabalho que faço, por estar rodeado de irmãos, por ter a consciência plena de que tudo isto é muito efémero, eu não me ponho em bicos de pés e tenho a humildade suficiente para trabalhar afincadamente e proporcionar um bom concerto. Se as pessoas gostarem de fado, de um alentejano apaixonado por Lisboa, apareçam, espero que gostem. Tenho expectativa quanto à sala, e espero que as pessoas se divirtam”.

 

 

O concerto terá o seu inicio pelas 23:00 e a entrada é livre.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6442 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.