Herman José esgotou Cineteatro D. João V: O Mestre do Humor continua em grande forma!

arrowarrow


Herman José esgotou ontem o Cineteatro D. João V na Damaia na sessão das 21:30, tendo ainda efectuado uma sessão extra pelas 16:00 com excelente afluência de público. Provou em palco que a liderança do humor em Portugal lhe pertence. Obrigatório foi ainda a interpretação de alguns temas por si eternizados.

 

Herman José proporcionou duas horas de humor inteligente e em que abordou várias personalidades da nossa sociedade, o seu percurso artístico e claro, interpretou as sua personagens históricas e alguns dos temas que eternizou no cancioneiro português.

 

 

Num espectáculo muito bem pensado e ainda melhor executado, o humorista teve alguns momentos que são de maior importância realçar.

 

 

Relembrou o homem que o deu a conhecer no humor, Nicolau Breyner, para quem pediu um aplauso e a quem chamou de “anjo da guarda”. Neste espectáculo fez-se acompanhar pela bengala original da rábula “Sr Feliz e Sr. Contente”. Uma relíquia diríamos nós!

 

 

E quem se lembra do primeiro fado cantado por Herman José, provavelmente poucos. Mas damos uma ajuda, foi escrito por Ary dos Santos, musicado por Paulo de Carvalho e intitula-se o “Fado do Bacalhau”.

 

 

Ao nível das personalidades que não fugiram ao crivo do humorista que com elegância, inteligência e uma sabedoria que mais parece uma enciclopédia há a destacar alguns nomes: Francisco José, José Viana, Simone de Oliveira, Amália Rodrigues, José Saramago, Duquesa de Alba, Lili Caneças, Sr Contente, Artur Garcia, entre tantos e tantos outros. Durante este momento do espectáculo destaque para “Vou ali já venho” um tema composto por si e dedicado às operações plásticas.

 

 

Mas o percurso de Herman José é também ele recheado de personagens icónicos. Ontem na Damaia era quase impossível não lembrar o Nelo, o José Esteves, o Tony Silva e tantos e tantos outros. Continuam a fazer sentido, continua a ser actual, continuam a provar que Herman José é provavelmente dos artistas mais geniais que Portugal conheceu ou conhecerá.

 

 

Recordou alguns dos seus programas televisivos, actualmente pode ser visto na RTP, falando sobre Rosa Lobato de Faria com quem tanto trabalhou. “Podia acabar o mundo” com letra de Lobato de Faria foi um temas interpretados.

 

 

Para o final do espectáculo estavam guardados os temas “Saca o Saca-rolhas”, “Vamos lá cambada” e “És tão boa” que deixaram o público ao rubro. Na plateia encontrava-se o ex-jogador do Benfica e Selecção Nacional, Rui Costa, que foi saudado pelo humorista.

 

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6700 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.