2015 revelou-se um ano de muito trabalho e igual reconhecimento para os artistas e eventos comunicados pela LiveCom, permitindo-lhe criar e implementar diferentes e bem-sucedidas estratégias e apostar na expansão para novas áreas do mercado cultural.

A trabalhar na área da música desde a sua fundação e na área da literatura com o Festival Literário da Madeira desde 2013, a LiveCom estreou-se em 2015 na museologia, a convite da Ritmos, na comunicação de duas exposições temporárias, ambas no Museu Nacional de Arte Antiga: “Josefa de Óbidos e a Invenção do Barroco Português” e “Colección Masaveu: Grandes Mestres da Pintura Espanhola” – que estará patente até dia 3 de Abril de 2016” começa por informa a nota de imprensa.

Em tempo de balanços anuais realizados pela imprensa, vários são os artistas com comunicação a cargo da LiveCom que figuram nas listas de melhores de 2015. Foi o ano da consagração de Ana Moura, artista agenciada pela Sons em Trânsito, que foi condecorada pelo Presidente da República com a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique logo em Janeiro. Mais tarde, foi o momento da chegada de “Desfado” à quíntupla platina, conquistando a marca do álbum mais vendido em Portugal na última década. Ana Moura terminou um ano de sucesso com o lançamento do seu novo álbum de originais “Moura”, que chegou à platina em apenas duas semanas, mantendo-se nos lugares cimeiros do top nacional de vendas desde que foi lançado” acrescenta a mesma nota.

 

Outro nome galardoado em 2015 foi “António Zambujo, que continua a percorrer o globo numa intensa digressão prestes a atingir as 100 datas, é um dos nomes que mais marcou a música portuguesa em 2015, tendo arrecadado dois Globos de Ouro e a condecoração, atribuída pelo Presidente da República, da comenda de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique”.

 

Em 2015 a LiveCom comunicou o regresso de Adriana Calcanhotto a Portugal, pela mão da produtora IM.par. Primeiro, para apresentar dois dos seus espectáculos de maior sucesso: “Adriana Partimpim” com duas sessões esgotadas na Gulbekian e “Olhos de Onda”, projecto concebido exclusivamente para o nosso país, que esgotou as datas de Coimbra, Lisboa, Braga e Faro. Depois, e quase a fechar o ano, para receber a nomeação de embaixadora da Universidade de Coimbra no Brasil, durante o encerramento das comemorações dos 725 anos desta instituição.

 

Nas estreias em disco, o ano ficou marcado pelo lançamento do primeiro LP dos Best Youth e de emmy Curl, artistas agenciados pela Chave do Som: “Highway Moon” dos Best Youth foi unanimemente aclamado pela crítica musical e público, nacional e internacional e os ecos do seu sucesso continuam a chegar cada vez mais longe, além-fronteiras. emmy Curl afirmou-se definitivamente como um talento a seguir com atenção, algo que já se adivinhava nos seus primeiros EPs.

 

Disco do ano de 2015 é para muitos “Quarenta”, a estreia em nome próprio de Carlão, artista agenciado pela Radar dos Sons, que teve em “Os Tais”, o seu 1º single, um dos maiores sucessos da música nacional, com mais de 4 milhões de visualizações no Youtube e airplay radiofónico massivo.

 

Agenciados pela Sons em Trânsito, os Deolinda terminaram em 2015 a digressão de suporte a “Mundo Pequenino” com concertos em Portugal, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Espanha e Suíça, fechando um ciclo da sua carreira e iniciando um novo, com a gravação do seu quarto álbum de originais que chegará às lojas no primeiro trimestre de 2016.

 

Com agenciamento em Portugal a cargo da Sons em Trânsito e comunicação gerida pela LiveCom, Benjamin Clementine foi uma das maiores revelações internacionais de 2015, conquistando o prestigiado Mercury Prize. Na noite seguinte à cerimónia viajou para o nosso país, onde deu início a uma digressão de 5 concertos, em salas de norte a sul, com todas as datas esgotadas.

 

Históricas foram as edições dos festivais NOS Primavera Sound e Vodafone Paredes de Coura. O primeiro, com organização da Pic Nic, recebeu concertos como os de Patti Smith, que interpretou na íntegra o mítico “Horses”, ou a reunião dos Ride, uma das bandas que mais contribui para a definição sonora e estética da Brit-pop, consolidando o estatuto de maior festival da área metropolitana do Porto, com a vasta oferta hoteleira a esgotar nos três dias do festival. O segundo, cujas 23 edições têm a chancela da Ritmos, esgotou os passes de 4 dias e os bilhetes diários dos últimos três dias, tornando-se o grande vencedor dos Portugal Festival Awards 2015, galardoado com cinco prémios, entre os quais os mais prestigiados: Melhor Festival de Grande Dimensão e Melhor Cartaz” segundo a mesma nota.

 

A quadra natalícia foi festejada pela LiveCom com a comunicação de “Fuck Christmas I Got The Blues”, o tradicional concerto de Natal de The Legendary Tigerman, artista da Metrónomo, que há mais de uma década acontece na Galeria Zé dos Bois e que acabou multiplicado, pela primeira vez, por quatro noites esgotadas, coroando um ano de muito trabalho para Paulo Furtado, que tem estado imparável desde o lançamento do último álbum de originais, “True”, em 2014.

 

Já o fim do ano foi comemorado pela LiveCom com a comunicação do concerto histórico e absolutamente notável de Pedro Abrunhosa, na Avenida dos Aliados, no Porto, a que assistiram ao vivo 160.000 pessoas e várias outras centenas de milhar através da transmissão televisiva em directo, realizada pela RTP. Foi a melhor forma de encerrar um ano, para o autor, compositor, letrista e intérprete, agenciado pela Sons em Trânsito, iniciado com a apresentação de “INTEIRO” – o espectáculo comemorativo de 20 anos da edição de “Viagens” – no Olympia de Paris, no Rockhal do Luxemburgo e nas maiores salas do país.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6699 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.