Festival Terras sem Sombra obtém Menção Honrosa nos Green Project Awards

O Festival Terras sem Sombra de Música Sacra do Alentejo foi distinguido com uma Menção Honrosa, na secção de Iniciativa de Mobilização, da oitava edição dos Green Project Awards Portugal.

 

Esta distinção foi entregue em cerimónia realizada na Culturgest, em Lisboa, a 07 de Janeiro de 2016.

 

Green Project Awards Portugal, a mais destacada iniciativa do género que se realiza no país, tem por objectivo mobilizar a sociedade para o desenvolvimento sustentável. Na edição de 2015, cujos prémios foram agora entregues, Portugal promove a cooperação entre os países da lusofonia, com enfoque na Economia Verde.

 

GPA Portugal realiza-se sob o Alto Patrocínio de S. Ex.ª o Presidente da República e tem o apoio institucional do Governo de Portugal, decorrendo sob a égide da Agência Portuguesa do Ambiente, da Quercus e da GCI.

 

O Festival Terras sem Sombra é organizado pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, em parceria com vários municípios do Baixo Alentejo e do Alentejo Litoral e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas – que coordena a componente de biodiversidade da iniciativa. Conta com a colaboração da Direcção Regional de Cultura do Alentejo, de Acción Cultural Española, do Turismo do Alentejo e Ribatejo, ERT, da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo e de empresas e instituições com presença na região.

 

Iniciado em 2003, este festival cruza, de maneira inédita, como tem sido reconhecido pelo público e pela crítica da especialidade, património, música e biodiversidade, apostando na internacionalização do Alentejo – através da sua integração em circuitos culturais de excelência – e na promoção do seu território e dos seus melhores produtos. Dá uma especial atenção a áreas periféricas e valoriza o diálogo entre as grandes páginas musicais do passado e a criação contemporânea.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6339 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.