A Tarumba leva ‘Curtas de Papel, Osso e Fel’ ao Teatro do Bairro

José Caldeira

A Tarumba – Teatro de Marionetas apresenta, de 12 a 16 de Fevereiro, no Teatro do Bairro, a sua mais recente criação – Curtas de Papel, Osso e Fel. Um espectáculo que se inspira no universo de Edward Gorey, Mário-Henrique Leiria ou Max Aub, mas também em Nick Cave, Elvis Presley ou Johnny Cash.

Luís Vieira e Rute Ribeiro, criadores e actores-manipuladores deste espectáculo, partiram do repertório de vários autores, intérpretes e compositores, tendo identificado um ponto em comum: todos incluíam murder balads (ou baladas de morte) nas suas obras. Este é um subgénero musical, cuja origem remonta à Idade Média, no actual território do Reino Unido. Neste tipo de composições, o autor narra os pormenores de um crime – quem é a vítima, por que foi morta, como foi atraída para o local do crime e de que forma este foi cometido, seguido da fuga e/ou captura do assassino. Terminam frequentemente com o assassino na prisão ou a caminho da execução e podem, por vezes, incluir o apelo para que não se copie os males cometidos. 

Em Curtas de Papel, Osso e Fel, os dispositivos criados para contar estas histórias são panoramas em movimento, figuras de papel articuladas, imagens e sinais gráficos. Um conjunto de cabeças articuladas funciona como um coro de assassinos, inspiradas nas antigas cabeças falantes utilizadas por mágicos ou ventríloquos e em autómatos. 

Com histórias recheadas de humor negro, o espectáculo estará em cena no Teatro do Bairro, em Lisboa, de 12 a 16 de Fevereiro, de quarta a sábado às 21:30 e domingo às 17h. Os bilhetes estão já disponíveis para compra na Bilheteira Online, pelo valor de 10€. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.