IMG_7522

 

A 13ª edição do Terras sem Sombra tem Almodôvar como ponto de partida para mostrar o que de melhor o Alentejo tem para oferecer tanto em termos de património histórico como em termos de biodiversidade.

 

 

Almodôvar acolhe o primeiro fim-de-semana deste festival que celebra a sua 13ª edição e que tem este ano como país convidado, Espanha.

 

 

Numa tarde abençoada por São Pedro, teve ligar este sábado uma visita por alguns dos mais emblemáticos pontos históricos do centro de Almodôvar, nomeadamente pelo Convento de Nossa Senhora da Conceição (séc. xvii), Museu Municipal Severo Portela e ainda Museu da Escrita do Sudoeste.

 

 

O Museu Severo Portela encontra-se localizado na Praça da República (antiga Praça D. Luís), localizado numa antiga cadeia, onde outrora o Rei D. João III edificou os paços do concelho. Almodôvar é conhecida pela sua tradição de sapateiros, tendo no final do séc XIX assumido um papel importante nesta indústria, sendo que este oficio foi passando de geração em geração, mantendo-se mesmo em algumas famílias, chegando a ter mais de 200 sapateiros activos na localidade.

 IMG_7419

 

IMG_7441

 

IMG_7447

Actualmente tem patente ao público a exposição “Sapateiro- Memórias de Um Oficio” que dá a conhecer o calçado usado em tempos idos por cada classe do povo, estendendo essa amostra às mais emblemáticas cerimónias e costumes deste povo.

 

 

No Museu da Escrita do Sudoeste encontramos uma mostra da forma ancestral como os povos comunicavam. Povos que habitavam este território há mais de 2500. Através de uma exposição mostra-nos de forma sintáctica e pedagógica a evolução da grafia e do conhecimento escrito.  A Câmara local fez nascer este espaço devido à necessidade de proteger, divulgar e estudar alguns monumentos, pois o concelho localiza-se numa das áreas em que é maior a concentração de epígrafes com esta escrita.

 IMG_7459

 

IMG_7472

 

IMG_7474

 

IMG_7478

 

IMG_7482

 

IMG_7484

 

O Convento de Nossa Senhora da Conceição, fundado em 1680, foi pertença da Ordem Terceira de São Francisco e o barroco marca toda a sua estrutura. Na igreja contemplada neste convento destaca-se a sua decoração da qual sobressai a talha dourada datada de finais do séc XVII, além de interessantes e vistosos azulejos e pinturas, numa mescla de artes diferenciadoras. Actualmente nesta igreja está a ser restaurado um órgão de tubos. Este era um convento exclusivamente masculino.

 IMG_7311

 

IMG_7322

 

IMG_7325

 

IMG_7351

 

IMG_7356

 

IMG_7358

 

IMG_7361

 

Para a noite estava preparado o concerto inaugural desta 13ª edição que contava com a Accademia del Piaccere, um dos mais aclamados grupos da música antiga espanhola. O grupo composto pelo cantaor Arcángel, Fahmi Alqhai na viola de gamba e direcção musical, Dani de Morón na guitarra flamenca, Pedro Estevan na percussão e ainda Rami Alqhai e Johanna Rose na viola de gamba.

 

Ao Terras sem Sombra traziam no alinhamento uma fusão entre o flamenco e o barroco, entre a música e a espiritualidade.

 

Perante uma igreja lotada e expectante, desde cedo o grupo agarrou o público num vaivém musical entre o barroco e o flamenco com os momentos de maior pujança e qualidade musical a serem efectuados acompanhados pelas palmas ritmadas de Arcangel.

 

IMG_7522

 

Arcangel que de olhar intenso e voz aveludada e poderosa conseguiu em conjunto com uma linguagem corporal emotiva transmitir todo o sentimento e raça que são imagens de marca do flamenco.

 

 

A espectacularidade deste espectáculo assentou em dois pilares: interpretação e simplicidade. Um naipe de músicos assombroso, um cantaor arrebatador e um alinhamento inteligentíssimo que em momento algum fez quebrar o ritmo e interesse no concerto.

 

 

Há a destacar ainda Rami Alqhai que assina a direcção musical deste espectáculo e que mostrou toda a sua sensibilidade na viola de gamba, o virtuosismo e classe de Pedro Estevan na percussão ou/e ainda Dani de Morón que foi monstruoso na guitarra flamenca. Um concerto de lavar ao êxtase, e que proporcionou no fim um sonoro e prolongado aplauso por parte do digníssimo publico que enfrentou São Pedro e foi à aquecida Igreja Matriz para um concerto fervilhante: de qualidade e emoções!

 

IMG_4284

 

IMG_4315

 

IMG_4339

 

IMG_4344

 

IMG_4361

 

IMG_7549

 

IMG_7554

 

IMG_7561

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6771 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.