Ada de Castro: “Os fadistas vão morrendo e os que ficam não cantam o verdadeiro fado” (C/Som)

 

 

 

Ada de Castro é um dos nomes maiores do fado e foi este domingo uma das homenageadas na 2ª Gala de Fado d’ A Voz do Operário, tendo concedido uma breve entrevista ao Infocul.

 

Sobre o prémio, disse que “não esperava, sinceramente, porque o último prémio foi o da Amália em 2010, e um Óscar não pensava voltar a ter mas de facto estou muito feliz, porque de facto é sempre agradável, até porque eu já não estou no activo desde 2010. Canto quando vou às casas de fado, gosto de cantar e uma fadista nunca deixa de gostar de cantar”.

 

 

Acrescentou ainda que “nasci fadista e vou morrer fadista, por isso é que eu de vez em quando vou às casas de fado e canto um fadinho, não é para matar saudades, é porque gosto muito de fado e normalmente pedem-me para cantar e eu fico toda satisfeita”.

 

 

Já sobre se o futuro do Fado está bem assegurado disse que “vou dizer a verdade, porque sou uma mulher muito sincera: não! Acho que não, os fadistas estão a morrer, e o fado não vai acabar porque nunca acaba, mas não é fado. Os fadistas vão morrendo e os que ficam não cantam o verdadeiro fado, fado é uma coisa… a gente pode cantar uma marcha… eu também cantei muita marcha mas tenho voz com característica de fado, e não ia deixar de cantar o fado e é claro, tive uma carreira muito simpática e obrigou-me a cantar tudo, mas o que eu gosto é de fado”.

 

 

Espera ainda que o público a “recorde com sinceridade, que acredite em mim e que acredite que tudo o que eu fiz foi com o coração”.

 

 

Além o Prémio de Carreira, na V Gala Amália, Ada de Castro foi ainda brindada com Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro, da Câmara Municipal de Lisboa

 

 

Fotografia: Rodolfo Contreras

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6784 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.