Adele: Cantou e encantou Portugal perante 38 mil pessoas nos dois concertos

arrow

arrow


O Meo Arena acolheu este domingo, 21 de Maio, o segundo concerto de Adele, completamente esgotado, tal como no dia anterior, com cerca de 19 mil pessoas por noite, o que perfaz uma assistência total de 38 mil pessoas em duas noites.

Muitos dos que foram a este segundo dia, já sabiam com o que contar após algumas noticias saídas na imprensa sobre o concerto além de centenas de vídeos colocados a circular na internet, pelos fãs da artista que não permitiu captação de imagem por parte de nenhum órgão de comunicação social.

 

 

Adele surgiu perante os fãs passavam alguns minutos das 20:00, no centro do Meo Arena, num palco em forma de cubo ali colocado. Os olhares antes de se ouvir a sua voz estavam centrados no palco principal localizado no topo do Meo Arena onde os olhos de Adele estavam projectados desde a abertura de portas.

 

 

“Hello” foi o cumprimento dado o público e o primeiro tema interpretado perante milhares de telemóveis ao alto para gravar o momento e tirar fotografias. Já no palco onde se encontrava a banda que a acompanhou (maravilhosa), Adele desde cedo começou a interagir com o público, chamando algumas das pessoas que estavam no Golden Circle a palco, tirando selfies ou desafiando o público a ser ainda mais caloroso que o do dia anterior.

 

 

Era grande a expectativa para o primeiro concerto de Adele em Portugal e a cantora correspondeu ao que dela se esperava. Voz poderosa, presença e interacção muito genuínas, conseguindo quebrar qualquer barreira que pudesse existir entre si e os espectadores. Expressando-se quase na totalidade em inglês, “olá” e “obrigada” foram excepções, a artista cedo conquistou o público com gestos como embrulhar-se numa bandeira portuguesa ou passar imagens da baixa lisboeta no ecrã gigante colocado no palco.

 

 

Desfiou historias de vida, brincou com as nacionalidades do público presente no concerto (eram muitas), e quanto ao espectáculo? Bom, esse contou com uma cenografia simples mas muito eficaz. O público acompanhou-a em todos os temas, de um alinhamento que incluía oito temas do novo disco, mas que viajava pelos três trabalhos editados. “I Miss You”, “Skyfall” (tema do 23º filme de James Bond), “Don’t You Remember” (dos melhores momentos da noite), “Make You Feel My Love” de Bob Dylan, “Someone Like You” integraram o alinhamento antes de encore. Contudo “Set Fire To The Rain” foi um dos melhores momentos com o efeito de chuva sob Adele no centro do Meo Arena.

 

 

Após um breve encore, regressa ao palco para mais três temas terminando o espectáculo com Rolling in The Deep” e com uma chuva de confettis, em que cada um dos papéis trazia diferentes mensagens escritas pela cantora aos seus fãs. Uma ideia diferente e que agradou.

 

 

A primeira passagem de Adele pelos palcos portugueses fica marcada pela voz poderosa e pela  grande interacção que quis manter com o público numa postura anti-estrela que agradou bastante aos fãs.

 

Fotografias: Everything is New Facebook Oficial

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6717 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.