Agenda cultural do “365 Algarve” para o mês de Novembro

-®TUNA_TNSJ-PASTA E BASTA

 

 

No mês de Novembro, várias vão ser as actividades que poderão ser feitos no Algarve. Em destaque vai estar o Festival Luza; o Video Lucem e vários espectáculos de música e teatro, para além da gastronomia.

 

 

No dia 01 de Novembro, em Lagos, haverá o concerto “A volta ao mundo a escutar”. Esta sessão de música será dedicada para bebés. Também a 01 de Novembro, a Biblioteca Municipal de Lagos vai receber o workshop “Histórias do nariz”.

 

 

Até 11 de Novembro, em Faro, vai poder ser feita uma viagem pela identidade portuguesa através dos contos e de um percurso que leva os visitantes pelos principais monumentos da cidade. Estes percursos serão pontuados por momentos musicais, de teatro ou de exploração sensorial.

 

 

O Festival AlGharb.Come vai juntao fado ao flamenco e à dieta mediterrânica em quatro showcookings que vão acontecer nos mercados municipais do sotavento algarvio (4, 11, 18 e 25 de Novembro).

 

 

Os jantares vinicos vão acontecer no Restaurante Álvaro de Campos, nos dias 04, 11, 18, 25 de Novembro. Os “Poemas cantados por Pi”, que serão acompanhados pelos músicos Stelmo Barbosa, poderão ser vistos de 10 a 12 de Novembro, no Clube de Tavira.

 

 

Os versos de Álvaro de Campos vão ser vivenciados na oficina “Desdobrável”, nos dias 04 e 05 de Novembro, na Fundação Itens Rolo. A Academia de Música de Tavira vai apresentar, de 17 a 19 de Novembro, o recital “Lopes Graça e Pessoa”.

 

 

Já o espectáculo “Fernando Pessoa  O Fado e a Alma Portuguesa” vai, nos dias 24 a 26 de Novembro, apresentar fados com letras de Pessoa. A Casa Álvaro de Campos vai receber no dia 24 de Novembro, “A voz da Sereia”, um encontro filosófico dirigido por Maria João Neves.

 

 

O Video Lucem, que vai acontecer num registo mensal até ao mês de Maio, vai trazer uma nova forma de cinema, já que ao vídeo junta-se a música ao vivo e um cenário inusitado, uma igreja algarvia. A primeira sessão está marcada para o dia 9 de novembro, na igreja de São Francisco, em Faro, onde será possível assistir ao “A Woman in Paris”, com Charlie Chaplin. Este filme será acompanhado pela música de Maria João e de Zé Eduardo & João Farinha.

 

 

O espectáculo “Por sons nunca dantes navegados” vai no dia 11 de Novembro, em Lagos, explorar várias sonoridades mundiais. Já “A Voz do Mundo” vai homenagear as culturas do mundo através do canto, despertando os sentidos e a mente do público para o folclore português, europeu, mas também dos Pigmeus de África e os ritmos da América do Sul (02 e 04 de Novembro, na Biblioteca Dr. Júlio Dantas).

 

 

Até ao dia 11 de Novembro a Galeria Lar, em Lagos, vai receber a exposição “De uma natureza híbrida”, da artista plástica Sara Feio.

 

 

O Pasta e Basta um Mambo italiano  versão algarvia, na sede do Rancho Folclórico do Rogil, em Aljezur (de 16 a 18), é um laboratório culinário que vai abordar a ligação dos alimentos com o dia-a-dia e a cultura da região, onde o público vai colocar a mão na massa.

 

 

A Grande Gala do Acordeão, que vai acontecer a 18 de Novembro, vai receber dezenas de compositores que vão homenagear Hermenegildo Guerreiro, um dos artistas que mais tem contribuído para o ensino da arte de tocar acordeão.

 

 

Aljezur e Monchique vão receber o Conciorto, entre os dias 22 e 25 de Novembro. Os músicos Biagio Biagini e Luigi Carlone vão transformar o placo numa horta onde courgettes, beringelas e cenouras dão vida a um concerto que mistura vários géneros musicais.

 

 

A animação do património algarvio vai continuar com as viagens de “Faro desvendado”. Estas viagens vão ter início na Sé e vão passar por vários pontos de interesse. Um actor vai guiar os participantes por uma viagem pela história, pontuada pela atuação de diversas personagens, e que se finaliza com uma prova de vinhos regionais (a 23 de Novembro).

 

 

De 24 a 26 de Novembro, o Luza (Festival Internacional de Luz do Algarve) vai receber dezenas de artistas nacionais e internacionais que irão transformar Loulé numa cidade repleta de luz.

 

 

As comemorações do aniversário de Álvaro de Campos vão continuar com várias exposições, destacando-se a exposição “Do meu Álvaro de Campos”. Esta exposição reúne trabalhos desenvolvidos em classes por professores de português e artes e uma oficina de gravura ministrada pela Oficina Bartolomeu dos Santos, que está patente na Casa das Artes em Tavira. De 03 a 13 de Novembro poderá ser visto um recital de poesia realizado pelos alunos de escolas de Tavira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.