A Praça de Touros de Alcochete recebeu, esta sexta-feira, a segunda corrida da sua tradicional feira-taurina, este ano adaptadas às contingências da pandemia provocada pela COVID-19.

 

Em praça os cavaleiros Luís Rouxinol, Filipe Gonçalves e Marcos Bastinhas. Pegaram os Forcados Amadores do Aposento do Barrete Verde de Alcochete e de São Manços. Curro de touros da ganadaria Fernandes de Castro.

 

Após as cortesias, prestou-se homenagem aos 55 anos dos Forcados Amadores do Aposento Do Barrete Verde de Alcochete, por parte da freguesia de Alcochete.

 

Luís Rouxinol abriu praça frente a um touro com 600 Kg, pelagem branca e com ruidosa saída à arena. O cavaleiro impôs-se desde início com qualitativa brega, e pleno entendimento do seu oponente. O ginete desenhou bem as sortes, reunindo a preceito e conseguindo bons ferros, excepção a uma passagem em falso. Terminou com um bom par de bandarilhas.

 

Filipe Gonçalves enfrentou oponente com peso de 600 Kg, pelagem preta. Uma lide esforçada, mas não triunfal do cavaleiro algarvio. Perante oponente difícil, o cavaleiro nem sempre soube dar-lhe a melhor lide. Terminou com par de bandarilhas, após uma primeira passagem em falso.

 

Marcos Bastinhas enfrentou oponente com 560 Kg, recebendo-o em curto e dobrando-se bem antes de cravar o primeiro comprido. O cavaleiro de Elvas esteve bastante comunicativo e destacou-se em dois curtos bem cravados, com cite em levada, e dois pares de bandarilhas.

Rouxinol enfrentou um touro com 615 Kg, na sua segunda actuação. Uma lide com tremenda brega e a dominar todos os momentos da lide, excepto quando deixou o touro investir na montada, por alguma dose a mais de confiança. Rapidamente voltou ao nível alto da sua actuação, até então. Bom desenho das sortes, reuniões correctas e a saber rematar com rigor. Terminou com um palmito.

 

O cavaleiro Filipe Gonçalves enfrentou um touro com 605 Kg, na sua segunda lide, e voltou a não atingir o triunfo nesta lide. Esforçado, raçudo, mas pouco efectivo na lide dada ao touro. Não conseguiu entender as distâncias para que as sortes resultassem. As insistências em sorte com denunciada batida ao piton contrário apenas resultaram em dois ferros, que elevaram a actuação.

 

Marcos Bastinhas recebeu o seu oponente à porta gaiola. Uma actuação com dois ferros de estrondo, praça a praça e com o touro a arrancar, culminando com um par de bandarilhas à segunda, após o primeiro ter ficado aquém. Marcos teve por diante o melhor touro da corrida, com constante investida. O touro foi aplaudido na recolha e o ganadeiro chamado à arena.

O Aposento do Barrete Verde teve como forcados da cara: João Armando (primeira tentativa), Diogo Amaro (primeira tentativa) e Marcelo Lóia (quarta tentativa).

 

O grupo de São Manços resolveu a função à segunda tentativa, por Jorge Valadas, terceira tentativa, por João José Rosmaninho, e segunda tentativa, por João Fortunato.

Os touros da ganadaria de Fernandes de Castro saíram com apresentação e trapio, destacando-se o último no que a comportamento diz respeito.

Em disputa estava o prémio para melhor par de bandarilhas, tendo sido atribuído a Filipe Gonçalves, no primeiro touro. O júri foi composto pela direcção da empresa ALI rações.

Corrida dirigida por Ricardo Dias, assessorado por Jorge Moreira da Silva.

Texto:Rui Lavrador
Fotografias: Diogo Nora

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6750 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.