alice

 

O Grande Auditório do Centro Cultural de Belém recebe o mundo encantado de “Alice no País das Maravilhas” através do Teatro Negro Nacional de Praga. Ontem, 6 de Dezembro, teve lugar o primeiro de quatro espectáculos na sala lisboeta.

 

 

Sem falas mas com artes tão díspares como a mimica, acrobacia e bailado, esta releitura do conto original de Lewis Carroll, apresenta-nos uma escuridão em palco abrilhantada por actores e adereços “iluminados” com luzes ultravioleta.

 

 

O acompanhamento sonoro da narrativa torna o espectador prisioneiro, pois cria emoção e expectativa para o que virá a seguir. Mas há um destaque maior neste espectáculo: os técnicos de luzes e iluminação. É de uma qualidade impar o trabalho feito por estes profissionais, bem complementado pela arte dos actores, bailarinos, acrobatas e marionetistas que integram o elenco.

 

 

Alice no País das Maravilhas retrata a história de uma menina que é transportada para um local com criaturas peculiares, num desenrolar da narrativa que tem muitas vezes como conteúdo o absurdo, algo que acontece muitas vezes nos sonhos. Quem nunca sonhou com situações quase inenarráveis ou inimagináveis?

 

 

Nesta releitura levada a palco pelo Teatro Negro Nacional de Praga o espectador é “agarrado” pela combinação perfeita das componentes sonoras e visuais em conjunto com a interpretação levada a cabo pelo elenco.

 

A técnica de sombras chinesa tem a sua evolução no teatro negro e o público português tem agora a possibilidade de apreciar um espectáculo que retrata uma historia para pequenos e graúdos, num programa familiar que pode ser visto no Grande Auditório do CCB a 07 de Dezembro pelas 21:00 e no dia 08 de Dezembro pelas 11:00 e 16:00.

 

 

Os bilhetes custam entre os 10 e os 25 euros.

Rui Lavrador

Iniciou em 2011 o seu percurso em comunicação social, tendo integrado vários projectos editoriais. Durante o seu percurso integrou projectos como Jornal Hardmúsica, LusoNotícias, Toureio.pt, ODigital.pt, entre outros Órgãos de Comunicação Social nacionais, na redacção de vários artigos. Entrevistou a grande maioria das personalidades mais importantes da vida social e cultural do país, destacando-se, também, na apreciação de vários espectáculos. Durante o seu percurso, deu a conhecer vários artistas, até então desconhecidos, ao grande público. Em 2015 criou e fundou o Infocul.pt, projecto no qual assume a direcção editorial.

Rui Lavrador has 6512 posts and counting. See all posts by Rui Lavrador

Rui Lavrador

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.