Alter Bridge actuam na Sala Tejo do Altice Arena, em Dezembro

 

 

Depois de, no último ano, terem estado ocupados com os seus respectivos projectos paralelos e passado separadamente pelos palcos nacionais, os talentosos Mark Tremonti e Myles Kennedy regressam com a sua banda de sempre, que não pára de crescer em notoriedade e público em Portugal: após a triunfal passagem pelo Coliseu dos Recreios em Outubro de 2017, numa data então integrada na “The Last Hero Tour”, os Alter Bridge dão agora o salto para a Sala Tejo da Altice Arena, em Lisboa, onde actuam no dia 6 de Dezembro.

 

Na bagagem trazem o novo álbum de estúdio, “Walk The Sky”, o 6º da sua discografia, que será editado a 18 de Outubro. A primeira parte do espectáculo é assegurada pelos projectos Shinedown e The Raven Age.

Liderados por Mark Tremonti e Myles Kennedy, famoso pela sua associação a Slash na actual aventura a solo do guitarrista dos Guns N’ Roses, os norte-americanos Alter Bridge – cuja formação fica completa com ¾ dos Creed – contam já com mais de uma década de carreira sólida. Um percurso sempre ascendente, apoiado em canções construídas a partir de riffs e vocalizações fortes, alicerçadas em ganchos orelhudos, distorção musculada e solos e arranjos exuberantes, que lhes valeram enorme sucesso à escala global. Acumulando pontuações máximas em revistas como a Total Guitar e a Kerrang!, digressões esgotadas nos Estados Unidos e na Europa, aparições no VH1 e até na capa da influente Classic Rock, é exactamente nessa fórmula testada com sucesso que os músicos têm baseado o seu output criativo.

Neste regresso a Portugal, os Alter Bridge contam com o suporte de dois nomes a ter em conta por quem gosta de rock pesado e pejado de melodias. Oriundos de Jacksonville, na Florida, os Shinedown já contam com seis álbuns no fundo de catálogo e, apoiados em temas que ficam no ouvido, já venderam mais de dez milhões de discos em todo o mundo. The Raven Age, por seu lado, foram criados em 2009 pelo guitarrista George Harris, filho de Steve Harris dos Iron Maiden, e estrearam-se ao vivo no ano seguinte. Após lançar o primeiro EP, homónimo, em 2014, o quinteto de Londres começou a partilhar palcos com bandas tão reputadas como Ghost, Mastodon, Gojira, Opeth ou os próprios Iron Maiden, acabando por gravar o primeiro longa-duração, “Darkness Will Rise” em 2017, sucedido por “Conspiracy” já este ano.

Os bilhetes para o concerto custam 32€ e estarão disponíveis em pré-venda exclusiva FNAC a partir do dia 18 de Junho, pelas 10:00 da manhã, durante um período de 24 horas. A venda ao público em geral arranca dia 21 de Junho, nos locais habituais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.