Ana Batista celebra 20 anos de alternativa, no Campo Pequeno: “Noite de grande responsabilidade e com muito significado”

Foto: Toureio.pt/Hugo Calado

Ana Batista celebra, esta quinta-feira, no Campo Pequeno, 20 anos de alternativa. Ana Batista foi segunda mulher a tornar-se cavaleira tauromáquica em Portugal.
A cerimónia de alternativa decorreu na Praça de Touros de Coruche e Ana teve como padrinho Joaquim Bastinhas e madrinha Conchita Citrón, “a Deusa de Ouro”, grande cavaleira tauromáquica peruana e referência mundial para as mulheres que desejam seguir esta profissão. Continua, ainda hoje, a ser a mais popular mulher toureira na História da Tauromaquia.

Ana, considera que, estes 20 anos como profissional, “tem sido uma trajetória de aprendizagem e amadurecimento”.

Esta profissão exige-nos muita dedicação, sacrifício e muitas horas de dedicação aos cavalos e uma grande paixão pelo toureio! Mas no final, toda a dedicação é recompensada pelos bons momentos que tenho vivido neste vinte anos de alternativa”, acrescentou.

Gosto de pensar e falar de toureio, para melhorar todos os dias, e ao longo deste percurso ficaram muitas conquistas, momentos de superação, muitas amizades e um carinho por parte do público que jamais esquecerei”, detalhou-nos.

A cavaleira teve um início de carreira muito forte, com duas temporadas em primeiro lugar do escalafon com mais de 50 corridas! Mas os êxitos têm sido contínuos, principalmente em Salvaterra de Magos. “Não quero ser injusta para com as outras praças, mas de Salvaterra de Magos guardo momentos muito especiais!”.

Ainda assim, da praça onde irá celebrar os seus 20 anos de alternativa guarda memória de um grande triunfo, “a corrida televisionada de 1 de Outubro, no Campo Pequeno em 2015, quando toureei com o meu cavalo Conquistador, a qual guardo como referência e me lembro com frequência. Foi a noite com que todos os toureiros sonham!”.

Na memória, Ana guarda cada um dos seus cavalos estrela. “Nos meus inícios marcaram-me o Jota, Jaguar e o Bambi, depois o Obelix pai e filhos e o Forcados. Na minha quadra actual conto grandes triunfadores como o Roncal e o Conquistador, mas sem dúvida que com todos os meus cavalos aprendi e de todos tentei mostrar o seu melhor! Para esta quinta-feira pretendo levar a minha quadra principal, mas também um ou outro cavalo novo que tenha andado bem nas vacas que toureamos aqui na quinta. O Descarado e o Pérola são, por exemplo, dois cavalos que me têm feito desfrutar muito quando toureio em casa. Quero ir acompanhada por esta quadra de cavalos, mas depois na seleção de quais irei usar, aí será o toiro a ajudar a decidir.

Esta era uma temporada com muitos projectos pensados, de forma a celebrar os vinte anos de alternativa, mas a Covid-19 veio provocar alterações nos projetos que a cavaleira tinha para a sua temporada tão especial! Ainda assim, conseguiu inaugurar a exposição dos vinte anos de alternativa em Salvaterra e toureou, em Fevereiro, no dia da Tauromaquia. Agora, segue-se Campo Pequeno, noite a qual Ana Batista considera “uma noite de grande responsabilidade e com muito significado

São muitas emoções juntas, que ao fim de vinte anos de alternativa fazem mais sentido que nunca!”, confessou-nos Ana Batista, que considera que será uma noite especial e pede a Deus para estar a seu lado.

Ana Batista é uma referência para todas as jovens que pretendem seguir esta profissão. A elas, Ana Batista deixa um conselho. “Para estar nesta profissão é necessária uma paixão tremenda pelos cavalos e pela Tauromaquia. É necessária uma dedicação a tempo inteiro; viver em toureio, pensar em toureio, 24 sobre 24 horas. Em termos de personalidade é importante saber ouvir e querer aprender!”.

Esta quinta-feira, o cartel é composto por Ana Batista, Manuel Telles Bastos e Luís Rouxinol Jr. Actuam os forcados amadores de Montemor e Vila Franca de Xira. Lidam-se touros da ganadaria de Murteira Grave.

Sónia Batista

Sónia Batista iniciou a sua formação na escrita taurina na revista luso-espanhola Ruedo Ibérico em 2004 e desde aí procurou formação na área, em Portugal e Espanha. Ao longo dos anos colaborou com quase toda a imprensa taurina nacional e tem-se especializado na imprensa taurina internacional. Iniciou o seu percurso internacional no burladero.com em 2010, passando por vários órgãos de imprensa espanhóis até chegar em 2013 à prestigiada revista 6TOROS6, a qual considera a maior escola da escrita taurina.

Sónia Batista has 24 posts and counting. See all posts by Sónia Batista

Sónia Batista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.